O número de famílias carentes inscritas em programas sociais registrou um aumento de 2.891, no ano passado, em Ferraz de Vasconcelos. No total, a quantidade de famílias no sistema de proteção social básica na cidade até o último dezembro é de 33. 426. O cadastro delas é feito exclusivamente nos quatro Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), que, na prática, representa a porta de entrada. Os dados foram divulgados durante a audiência pública da prestação de contas do segundo semestre de 2017, na quinta-feira, na Câmara Municipal, no centro.

Ainda, de acordo com o balanço apresentado pela Secretaria Municipal de Assistência Social, somente no chamado Cadastro Único ou CadÚnico reúne dados de cerca de 14.761 famílias que podem ter acesso a mais de 20 programas sociais, entre eles, o Bolsa Família desenvolvido em parceria com governo federal. Aliás, no projeto estão contempladas 7.553, porém, esse número pode estar abaixo da realidade social local. A suspeita, segundo o titular da pasta, Rodrigo de Freitas Siqueira (foto), é que famílias residentes em bairros vizinhos à capital paulista estariam inscritas, em São Paulo.

Além disso, a Secretaria Municipal de Assistência Social realiza também em conjunto com a União o Benefício de Prestação Continuada (BCP), no valor de um salário mínimo mensal colaborando com o sustento de 1.481 famílias carentes e de 1.640 pessoas idosas. Já em parceria com o governo estadual, são oferecidos os programas Ação Jovem (167 famílias) e o Renda Cidadã (56 famílias). O primeiro transfere renda para jovens de 15 a 24 anos, filhos de famílias que ganham até meio salário mínimo por mês e o segundo para usuários com renda mensal por indivíduo de ¼ (um quarto do salário mínimo).

Na audiência pública, o secretário anunciou ainda que o ano de 2017 serviu para promover todo o processo de reorganização do sistema de trabalho da pasta e, ao mesmo tempo, manter as medidas já existentes e traçar novas metas. Por isso, Rodrigo de Freitas acredita que com a arrumação da Casa, em 2018, a população carente da cidade começará a sentir os efeitos positivos das ações implantadas. No ano passado, Ferraz investiu em assistência social R$12,2 milhões sendo que desse montante, R$10,2 milhões de recursos próprios. O vereador  Claudio Ramos Moreira (PT) que presidiu os trabalhos agradece a presença de todos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui