A Secretaria de Saúde de Ferraz de Vasconcelos capacitou nesta terça-feira (24 de abril) aproximadamente 30 servidores, entre médicos e enfermeiros, da rede municipal sobre hepatites virais. O objetivo foi formar para um diagnóstico mais rápido das hepatites, principalmente a de tipo C, que é silenciosa. As aulas ocorreram na sede da pasta, na Vila Romanópolis.

O médico Marcelo Ossamu Maki conceituou a doença e ainda falou sobre a importância do diagnóstico precoce para que o tratamento seja realizado rapidamente. A doutora em Vigilância Epidemiológica (VE), Flávia Aparecida de Morais França, explicou sobre o trabalho da VE em relação as hepatites. Como bônus, o consultor de vacinas, Clodoaldo Voinichs, ministrou sobre HPV.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Marco Aurélio Feitosa, houve a necessidade desta formação por conta da intensificação de buscas ativas que a pasta tem realizado no município. “Desde o início da gestão do prefeito Zé Biruta (José Carlos Fernandes Chacon), o trabalho da Vigilância Epidemiológica tem sido importante, espelho disso é que resolvemos realizar a busca ativa de hepatites, visando a de tipo C, sífilis, tuberculose, etc. Com certeza teremos mais ambientes de conversa como estes, para que nosso trabalho seja realizado de forma mais rápida e efetiva”, ressaltou Feitosa.

Ferraz de Vasconcelos possui aproximadamente 160 pessoas em tratamento de hepatites. A orientação é que os ferrazenses procurem realizar o teste em uma das 13 Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) para prevenir a doença.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui