Com a maioria de postes com as lâmpadas ou reatores queimados, os moradores do Jardim São João, em Ferraz de Vasconcelos vivem verdadeiras noites de pesadelos, sobretudo, por conta do crescimento da violência no bairro. O drama dos habitantes foi revelado pelo vereador Claudio Roberto Squizato (PSB), na sessão ordinária antecipada, na sexta-feira, dia 27. Na ocasião, o socialista apresentou um requerimento a Prefeitura da cidade cobrando a troca de luminárias no Jardim São João.

Para ele, a situação enfrentada por moradores daquele bairro é bastante desesperadora, já que o lugar está sendo usado como desova de veículos roubados e, ao mesmo tempo, registrando um alto índice de assaltos a transeuntes. Além disso, o vereador denuncia que a falta de iluminação pública também pode estar contribuindo para facilitar tentativas de estupro. Por isso, os munícipes estão apavorados com a escuridão e, principalmente, com a inoperância do setor competente da municipalidade.

Além de moradores e pedestres, os alunos da Escola Técnica Estadual (Etec) recém-inaugurada no bairro também sofrem com a onda de criminalidade no Jardim São João. Afinal de contas, os estudantes vítimas constantes de assaltos no período noturno. De acordo com Claudio Squizato, a cidade contabiliza mais de três mil pontos escuros e, no entanto, apesar de o cidadão ferrazense pagar todos os meses a Contribuição de Iluminação Pública (CIP), o governo local deixa a cidade às escuras.

Moradora no bairro, a vereadora Roseli Aparecida Messias Ferreira (PRB), a Rose Fitness confirma que a comunidade encontra-se assustada devido à ausência de iluminação pública. Segundo ela, os moradores passam por momentos preocupantes. Já o vereador Renato Ramos de Souza (PPS), o Renatinho Se Ligue destacou que a escuridão fez aumentar a evasão escolar no bairro, sobretudo, de alunos da Etec. O parlamentar lamenta tratar-se de um assunto recorrente, porém, sem solução à vista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui