São Paulo, 8 de janeiro de 2018 – Empinar pipa ou “papagaio” é uma brincadeira saudável e bastante praticada por crianças e até mesmo adultos. Durante as férias escolares, a atividade é ainda mais comum e, por isso, a EDP, distribuidora de energia elétrica do Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo, reforça orientações para um brincar seguro, principalmente longe das redes elétricas. A empresa destaca também outros cuidados para garantir a segurança durante as férias.

 

Segundo a Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), as pipas foram a quinta maior causa de mortes relacionadas a energia elétrica no país entre 2009 e 2017, atrás de construção/manutenção predial, ligações clandestinas, instalação de antenas e poda de árvores. No período foram registrados 77 óbitos.

 

Em 2018, a EDP registrou 2.810 ocorrências de pipas na rede elétrica que abastece o Alto Tietê, deixando 243.890 clientes sem energia em algum momento do ano. Para o atendimento, as equipes da concessionária são deslocadas para realizar o reparo e a limpeza da rede danificada, que, na maioria dos casos, tem a camada protetora da fiação cortada pela linha da pipa, interrompendo o fornecimento para a região.

 

Marcio Jardim, gestor executivo da EDP, reforça a importância da prática segura da brincadeira. “Trabalhamos para restabelecer o fornecimento de energia o mais rápido possível, mas nossa preocupação maior é com a segurança. Sabemos que o cerol ainda é muito utilizado e, por ser composto de pó de vidro, é altamente condutor de energia, podendo causar sérios acidentes com quem está brincando e com outras pessoas.”

 

Para conscientizar a população e alertar crianças e adultos sobre como reduzir os riscos na hora de brincar, a EDP e o Instituto EDP realizam projetos durante todo o ano com as comunidades dos municípios onde a concessionária atua, principalmente em escolas e áreas com altos índices de ocorrências com a causa pipas.

 

Vale ressaltar algumas orientações:

 

ü  Além de serem proibidos, o cerol e a chamada “linha chilena” trazem risco para motociclistas e pedestres e também oferecem perigo no contato com a rede de energia. Ao cortar a camada protetora da fiação, a linha interrompe a transferência de corrente elétrica, podendo provocar curto-circuito;

 

ü  Empine pipas longe de rede elétrica, em locais onde não exista nenhum tipo de cabo de energia, de serviço telefônico ou antenas de celular. Isso evita acidentes e interferências na qualidade desses serviços;

 

ü  Se a pipa ficar presa nos fios elétricos, não tente retirá-la. Nunca use varas nem suba no poste para tirar uma pipa. O choque, nestes casos, pode ser fatal;

 

ü  Arremessar objetos na rede elétrica para o resgate da pipa pode causar graves acidentes. O “lança-gato” (pedra presa a uma linha) ou qualquer outro objeto não devem ser lançados na rede;

 

ü  Empinar pipas em locais como lajes e muros deve ser evitado. A proximidade com os fios de alta tensão aumenta o risco de acidentes graves e fatais, além do perigo de quedas.

 

ü  Em caso de relâmpagos, recolha a pipa imediatamente. Não solte pipas em dias de chuva ou vento muito forte;

 

ü  Alguns materiais utilizados na confecção de pipas são condutores de energia e aumentam o perigo quando em contato com a rede elétrica. Rabiolas feitas de fita VHS ou cassete e papel alumínio são alguns exemplos;

 

Um acidente causado por descarga elétrica pode deixar sequelas como queimaduras e, em casos mais extremos, causar a morte. Além das pipas, a Empresa elenca outras orientações importantes nos cuidados com energia durante as férias escolares:

 

Oriente as crianças a manterem distância das redes elétricas, não permitindo, por exemplo, que elas subam em árvores que estejam próximas à fiação; Dentro de casa, não manuseie aparelhos elétricos com os pés descalços e molhados, já que água é condutora de energia; Em espaços fechados, evite deixar fios e extensões expostas e mantenha tomadas sem uso tampadas e isoladas.

 

Para mais informações, solicitações e denúncia de possíveis riscos com a rede elétrica, ou para comunicar a interrupção do serviço, a EDP orienta à população a entrar em contato pelos canais de atendimento:

– Site EDP Online: www.edponline.com.br
– Aplicativo EDP Online (compatível com as plataformas Android™, iOS e Windows Phone)
– Central de Atendimento ao Cliente: 0800 721 0123 (ligação gratuita, 24 horas/sete dias por semana).

– Agência de atendimento presencial (endereços de todas as unidades no site EDP Online)

Dados por município Alto Tietê – Ocorrências com pipas

MUNICÍPIOOCORRÊNCIASCLIENTES IMPACTADOS
BIRITIBA MIRIM

43

2495

FERRAZ DE VASCONCELOS

432

24228

GUARAREMA

14

577

ITAQUAQUECETUBA

876

102.774

MOGI DAS CRUZES

485

51504

POA

248

6050

SALESÓPOLIS

6

457

SUZANO

706

55.805

TOTAL

2.810

243.890

 

LLORENTE & CUENCA

Mariana Bolognese
Consultora

C.: +55 11 96588 8450
Rua Oscar Freire, 379 – São Paulo
Ladeira da Glória, 26 – Rio de Janeiro

Consultoria de Comunicação do Ano na América Latina (Latin American Excellence Awards e International Business Awards 2018)
No Top 15 das empresas de comunicação mais influentes do mundo (Ranking Richtopia)
Entre as 50 empresas de comunicação mais importantes do mundo (PRWeek e The Holmes Report 2018) 

www.llorenteycuenca.com

FONTE:  EDP, distribuidora de energia elétrica do Alto Tietê

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui