Câmara vai abrir concurso público para oito vagas

0
146

Por determinação do seu presidente, vereador Flavio Batista de Souza (PTB), o Inha (foto), a Câmara Municipal de Ferraz de Vasconcelos vai abrir concurso público para o preenchimento de cargos efetivos. No total, serão oferecidas oito vagas sendo uma de assistente técnico legislativo, duas de auxiliar administrativo, três de motorista (categoria C), porém, uma delas destina-se a pessoas com deficiência, uma de contador (reserva) e uma de controlador interno. Os salários variam de R$2.472,08 a R$4.591,68. O último certame ocorreu, em 2009.

Para os cargos de assistente técnico legislativo, de auxiliar administrativo e de motorista será exigida a escolaridade do ensino médio completo, para contador a formação superior em contabilidade e para controlador interno superior em contabilidade, gestão pública ou administração de empresa, ambos com registro no conselho de classe. O edital completo do concurso público deverá ser publicado, em breve. A expectativa é que as provas sejam aplicadas até março deste ano. A carga horária é de 40h semanais.

A licitação para a escolha de empresa organizadora do concurso público ocorreu, em 18 de dezembro passado. Na ocasião, saiu vencedora a Seta Consultoria e Serviços, com sede na cidade de Palmeira D’Oeste, no interior paulista. O presente contrato válido por 90 dias podendo ser prorrogado foi homologado, em 21 do mesmo mês. Para promover o concurso público, o Poder Legislativo vai desembolsar R$75 mil. Além disso, a Casa designará uma comissão especial de servidores para acompanhar todo o processo.

A taxa de inscrição terá os seguintes valores: R$60,00 para os cargos de contador e de controlador interno; R$40,00 para assistente técnico legislativo; R$35,00 para auxiliar administrativo e R$30,00 para motorista. O período de matrícula deverá ser definido nas próximas semanas. Com a admissão de oito servidores em caráter efetivo, haverá uma paridade entre o número de concursados com o de comissionados. Hoje, a Casa possui 31 servidores de carreira e 37 de livre provimento. Essa igualdade atende a uma recomendação do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP).

Deixe seu comentário