Corte de merenda para entidades será debatido na 2ª

0
800

A suspensão da entrega de gêneros alimentícios pela Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos, ou seja, da merendar escolar para entidades conveniadas será discutida em reunião na próxima segunda-feira, dia 25, às 9h, no Palácio da Uva Itália. No encontro articulado pelo vereador (foto) Claudio Ramos Moreira (PT), devem participar o prefeito, José Carlos Fernandes Chacon (PRB), o Zé Biruta, a secretária da Educação, Valéria Kovac, o secretário da Promoção e Desenvolvimento Social, Rodrigo Siqueira e representantes de órgãos afetados pela medida.

Na realidade, o fim do fornecimento de merenda escolar está prejudicando o cotidiano de crianças e adolescentes atendidos no chamado contra-turno escolar oferecido pelos Centros de Juventude (CJs) Santa Margarida, Jardim Angelina e Santo Antônio, mantidos pelo Serviço Promocional Nossa Senhora Aparecida (SPNSA) e pelo Centro de Apoio Ação e Transformação OiaEu situado no centro da cidade. Para Claudio Ramos, falta sensibilidade das autoridades locais para equacionar o problema e, com isso, evitar ainda mais transtornos.

Na segunda-feira, dia 18, o petista requereu informações a municipalidade se existem estudos em andamento visando restabelecer a entrega de alimentação para crianças e adolescentes atendidas no serviço de convivência e fortalecimento de vínculos ofertado pelas entidades sociais citadas acima. Segundo ele, a suspensão do fornecimento de merenda escolar aconteceu por uma questão meramente burocrática, ou seja, antes parceria está sob a responsabilidade da pasta da Educação, agora por força de lei federal, o acordo passou para a Promoção e Desenvolvimento Social.

“Por isso, a audiência na próxima segunda-feira será muito importante para que possamos encontrar uma alternativa jurídica para possibilitar o retorno da merenda escolar às quatro entidades sociais sérias e, portanto, merecedoras”, diz Claudio Ramos. O assunto também recebeu críticas dos vereadores José Aparecido Nascimento (PT), o Aparecido Marabraz, Renato Ramos de Souza (PPS), o Renatinho Se Ligue e Pedro Paulo de Almeida (PR), o Professor Pedro e o presidente da Casa, Flavio Batista de Souza (PTB), o Inha. Para eles, as entidades são parceiras do município e não podem ficar desassistidas.

Deixe seu comentário