EMTU e Prefeitura de Ferraz retomam trabalhos para a construção do BRT

0
256

A Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos e Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), retomaram nesta semana (dia 8 de janeiro), os trabalhos para dar prosseguimento à construção do Bus Rapid Transit (BRT), também conhecido como Corredor Metropolitano Perimetral Alto Tietê, que ligará Ferraz a Arujá, passando por Poá e Itaquaquecetuba. O encontro ocorreu no gabinete do prefeito José Carlos Fernandes Chacon (Zé Biruta) e representantes da empresa que vai construir a obra viária.

Nesse primeiro encontro com o chefe do Executivo ferrazense, a equipe de engenheiras do consórcio que venceu a concorrência pública para a construção do Corredor Metropolitano na região, apresentou o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e o Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) que o BRT vai provocar em toda a extensão de 21,5 quilômetros.

O prefeito José Chacon, disse estar otimista com a obra e falou sobre os benefícios dela para a população ferrazense. “O trecho que passará por Ferraz vai trazer praticidade e poupar o tempo do munícipe. Minha expectativa é grande, até mesmo pelo tamanho da obra. Quero ainda reiterar a disponibilidade da Prefeitura frente à EMTU e dizer que para o que precisarem, Ferraz estará disposta a ajudar, tudo em prol do ferrazense”, finalizou o chefe do Executivo.

Os exemplares com os estudos ficarão à disposição da população no salão de entrada do Palácio da Uva Itália, localizado na Rua Pedro Foschini, 200, na Vila Romanópolis, até o dia 31 deste mês. No dia 1º de fevereiro, às 18 horas, a EMTU realizará a segunda etapa de quatro audiências públicas, no ginásio municipal Marcílio Guerra, na região central da cidade.

De acordo com a EMTU a agenda de audiências públicas terá início no dia 30, em Itaquaquecetuba. Em fevereiro os encontros ocorrerão em Ferraz de Vasconcelos, no dia 1º; seguido de Poá, dia 6 e finalizando em Arujá, dia 8. Participaram do encontro, além do prefeito Zé Biruta, o secretário de Assuntos Jurídicos Bruno Daniel Oliveira, o chefe de Gabinete Fernando Felippe e o diretor de Serviços Urbanos João Paulo Rodrigues Pereira.

Corredor Metropolitano                                       

No trecho “3” de implantação do BRT, que abrange Ferraz, Poá e parte de Itaquá serão sete quilômetros de implantação em áreas remanescentes e carentes. O projeto prevê a construção de dois terminais, sendo um em Ferraz e outro em Arujá, a readequação do Terminal Cidade Kemel, em Poá; a construção das estações de transferência Estrada do Corredor e Monte Belo e 26 estações de embarque e desembarque.

Está previsto no projeto ainda a construção de mais um viaduto em Ferraz de Vasconcelos. Segundo a EMTU, o BRT Alto Tietê estará conectado às linhas 11 Coral e 12 Safira da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), além do futuro Corredor Metropolitano Leste (entre Mogi e São Paulo).

Deixe seu comentário