Prefeitura e entidades não chegam a acordo sobre alimentação

0
945

Terminou sem acordo a primeira tentativa (foto) de arrumar uma saída para o corte no fornecimento de merenda a 735 crianças e adolescentes atendidos por Centros de Juventude (CJs) e o Centro de Apoio Ação e Transformação Oiaeu, instituições conveniadas com a Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos, na manhã desta segunda-feira, dia 25, no Palácio da Uva Itália. Por isso, o assunto volta ser discutido na próxima quarta-feira, dia 27, à tarde, no Poder Executivo.

Até agosto passado, a alimentação, assim como o repasse da verba eram fornecidos pela Secretaria Municipal da Educação, porém, em cumprimento ao marco regulatório da assistência social no País, a partir de agora o recurso da ordem de R19 mil por mês para cada órgão conveniado deve sair da pasta da Promoção e Desenvolvimento Social. De acordo com a municipalidade, não há intenção de retirar a entrega da merenda, mas a medida terá de ser custeada de outra maneira.

Aliás, o novo contrato após chamamento público para a prestação do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) entre a administração da cidade e os CJs Santa Margarida, Jardim Angelina e Vila Santo Antônio e Oiaeu passou valer a partir de hoje, dia 25. Os beneficiados são encaminhados para os órgãos parceiros pelos os Centros de Referência de Assistência Social (Cras).  Nas entidades, eles realizam atividades artísticas, culturais, de lazer e esportivas, entre outras, ações.

Participaram da reunião, o prefeito, José Carlos Fernandes Chacon (PRB), o Zé Biruta, a titular da Educação, Valéria Kovac, o da Promoção Social, Rodrigo Siqueira, a da Fazenda, Silvana da Silva, o de Assuntos Jurídicos, Bruno Daniel, os vereadores Claudio Ramos Moreira (PT), Ananias Coelho Neto (PSL), o Neto Cambiri e José Aparecido Nascimento (PT), o Aparecido Marabraz e representantes das entidades e pais. Articulador da audiência, Claudio Ramos (foto) acredita numa solução para o caso, em breve.

Deixe seu comentário