O secretário da Saúde de Ferraz de Vasconcelos, Marco Aurélio Alves Feitosa disse que concluiu a minuta do contrato da parceria com a Associação de Pais de Amigos dos Excepcionais (APAE) da cidade. Para ele, o documento já foi inclusive enviado ao gabinete do prefeito, José Carlos Fernandes Chacon (PRB), o Zé Biruta para as providências cabíveis. A notícia foi dada na audiência pública para avaliar a aplicação de recursos no terceiro quadrimestre de 2017, na quinta-feira, dia 22, na Câmara Municipal, no centro. No período, o órgão fez 346.387 mil procedimentos e  investiu R$37,8 milhões.

            A assinatura do convênio com a APAE vem sendo cobrada pela Câmara Municipal desde o ano passado. O próprio pedido do acordo financeiro no valor de R$12 mil por mês foi solicitado, em março de 2017, pela direção da entidade filantrópica. Sem o aporte monetário da municipalidade, a unidade suspendeu o atendimento de fisioterapia e fonoaudiologia há mais de quatro meses. Com isso, dos 76 usuários, hoje, apenas 22 continuam recebendo tratamento psicológico, mas a profissional responsável ameaça parar por falta de salário. Em contrapartida, o Legislativo espera que a Secretaria de Assuntos Jurídicos não impeça o convênio.

            Para a diretora da APAE, Lara Benuti Nunes, caso essa parceria para restabelecer o atendimento de fisioterapia e fonoaudiologia não seja assinada, a entidade precisará fechar as portas por não cumprir as exigências legais. Além disso, a unidade reivindicou, no ano passado, um convênio de R$12 mil mensais para custear a equipe de assistentes sociais, todavia, o pleito foi negado por questões burocráticas. Em razão disso, em janeiro deste ano, 18 famílias foram dispensadas. No momento, o único acordo em dia é o da Educação que repassa todo o mês R$36 mil para bancar 99 alunos do setor pedagógico.

            Na audiência pública feita pela Comissão Permanente de Saúde, Educação, Cultura, Lazer e Turismo (CPSECLT) da Casa, o secretário anunciou também a transferência do Pronto Atendimento Infantil (PAI), na Avenida Governador Jânio Quadros, 1.303, no Parque São Francisco, para o antigo prédio da Escola Técnica Estadual (Etec), na mesma via pública, porém, no número 2.000, na Vila Jamil. Marco Aurélio afirmou ainda que o local será adaptado para abrigar também o programa Estratégia de Saúde da Família (ESF), ou seja, o posto de saúde situado na Rua Moreira Neto, 114, na Vila Jamil. Ele não deu prazo para as mudanças de endereços. As alterações atendem a sugestão do vereador Antonio Marcos Atanazio (MDB), o Marcos BR.