Afinal de contas, a Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos vai ou não entregar o material escolar e os uniformes aos mais de 23 mil alunos da rede municipal de ensino ainda este ano? A polêmica em torno do assunto voltou a ser debatida durante a última sessão ordinária da Câmara Municipal, na segunda-feira, dia 12. Na ocasião, o plenário da Casa aprovou, por unanimidade, dois requerimentos cobrando um posicionamento oficial do Poder Executivo.

Em um deles de Renato Ramos de Souza (PPS), o Renatinho Se Ligue, a municipalidade é questionada se já foi iniciado o processo de licitação para a compra dos kits escolares e dos fardamentos. Em caso positivo, o parlamentar solicita a relação de empresas interessadas em disputar a concorrência e quais itens foram pedidos no edital. Agora, na hipótese de uma resposta negativa, ele quer saber quando será feita a abertura da licitação e se o repasse do material escolar e dos uniformes ocorre, em 2018. No ano passado, o parlamentar apresentou reivindicação com o mesmo teor.

Para ele, é lamentável que exista previsão financeira na atual Lei Orçamentária Anual (LOA), porém, o governo municipal ainda não conseguiu destravar todo o processo burocrático e, com isso, consumar a aquisição e posteriormente entregar os kits escolares e os fardamentos.  Ainda, segundo Renatinho Se Ligue, tudo isso demonstra que não existe uma prioridade na Educação local como acontece em outras cidades regionais.

Ele reitera que a maioria dos estudantes é de famílias carentes e, portanto, não tem dinheiro para comprar material escolar e fardamento. O vereador acrescentou também, que, sobretudo, a falta de uniformes pode inclusive contribuir para aumentar a evasão escolar.  Ainda, de acordo com Renatinho, existe a expectativa dos fardamentos serem entregues no segundo semestre.  O outro requerimento com a mesma finalidade partiu do vereador, José Aparecido Nascimento (PT), o A parecido Marabraz. O petista  criticou a inoperância da atual gestão.