Assim como aconteceu durante alguns meses, no ano passado, o aparelho de mamografia instalado no Mais Mulher, no Sítio Paredão, em Ferraz de Vasconcelos, voltou a apresentar problemas técnicos e, por isso, desde o último dia 5 do corrente nenhum exame preventivo ao câncer de mama está sendo feito. A denúncia foi feita pelo vereador Claudio Roberto Squizato (PSB), na sessão ordinária, na segunda-feira, dia 26. Para ele, trata-se de um assunto gravíssimo.

Na ocasião, o socialista fez um requerimento foi aprovado, por unanimidade, pelo plenário da Casa exigindo explicações imediatas do Poder Executivo. No pedido, Claudio Squizato questiona se mulheres que têm encaminhamento médico determinando a realização de exame de mamografia para análise e diagnóstico de câncer de mama que não conseguiram ser atendidas no Mais Mulher foram enviadas a outras unidades e qual foi o número delas?

Além disso, o parlamentar solicitou um relatório completo contendo a listagem das pacientes que procuram o serviço, porém, não foram atendidas, independentemente, de terem sido ou não socorridas por outro equipamento público local ou de fora da cidade. Para ele, a Secretaria Municipal da Saúde deve tratar o assunto como uma prioridade por tratar-se da prevenção de uma doença terrível que é o câncer de mama. “Afinal, o descobrimento precoce é vital para evitar o contágio da enfermidade”, diz.

Segundo ele, os problemas relacionados à suspensão de exames de mamografia chegaram a sua pessoa por meio dos próprios moradores afetados. Por sua vez, Claudio Squizato lamenta o fato de mais uma vez a administração da cidade deixar quebrar o mamógrafo e, ao mesmo tempo, não agir com eficiência no seu conserto. Para o socialista, falta seriedade ao governo local. Enquanto isso, as mulheres que precisam fazer o exame enfrentam uma verdadeira agonia.