Muitos animais são abandonados à própria sorte nas ruas por ação humana.

Existem pessoas que não conseguem resistir ao olhar penetrante de um filhote PET e numa ação quase que de impulso o leva para casa. O que parece que muitos “não sabem” é que o filhote de hoje irá crescer e se tornar no animal adulto de amanhã.

Eis então o dilema: O PET cresceu; agora necessita de cuidados, carinho, atenção, alimentação correta e adequada, vacinação, banho e tosa… e a pessoa se deu conta que não estrutura emocional para arcar com tudo isso. E numa ação desumana de impulso toma uma decisão, no mínimo, desprezível: abandonar o animal nas ruas. Vale ressaltar que o cão ou o gato não tem culpa nenhuma, e nem tão pouco é um tormento ou um problema criar um PET, pelo contrário, eles trazem uma alegria marcante na vida do tutor.

Agora na rua, o PET fica à mercê da própria sorte. Sem amor, sem carinho, sem casa, sem família, sem alimentos e principalmente sujeito a acidentes, maus tratos e perigo de morte.

Ainda bem que existem seres humanos de um coração extraordinário que, bem diferente daqueles que abandonam, estes resgatam o PET nas mais condições adversas. Após o resgate, os animais são Cuidados, alimentados, vacinados e castrados. Contudo, o mais importante vem a seguir: estes mesmos animais são amados, bem tratados e encaminhados para a adoção. Para uma legítima família que mais que um impulso, tem um real amor em criar, cuidar e dar um lar para um PET.

O Canil da Jane é um exemplo a ser seguido. Criado há mais de 12 anos, através do resgate de uma cadela que estava abandonada na rua e bastante ferida por chutes e pedradas que a mesma tinha sofrido; a dona de casa Jane Félix, não pensou duas vezes: acolheu aquele animal, levou ao Médico Veterinário, cuidou com muito amor e ao final do tratamento o PET ganhou dois presentes: Um nome (passou a ser chamada de Melissa) e um lar. A partir desta experiência, a dona de casa se tornou protetora, começou com ajuda de outros protetores resgatar animais em situação de abandono e maus tratos e assim, montou um canil, que é contra a venda de animais e sim, preza pela adoção dos mesmos. Sua unidade não recebe nenhuma verba governamental e nem tão pouco visa fins lucrativos. Pelo contrário, a própria protetora que provém com recursos próprios a ração para os animais, a vacinação, o vermífugo e a castração. Ao ser adotado, o animal vai para a sua nova casa já castrado, vacinado e vermifugado. Uma gentileza do Canil da Jane para o novo tutor.

Muitos protetores e ativistas costumam doar ração para os animais do Canil da Jane que atualmente tem 38 animais resgatados esperando por uma nova família. Infelizmente, alguns animais são recolhidos das ruas com a idade avançadas ou com doenças terminais. Desta forma, estes animais não vão para a fila de adoção, porém permanecem tendo todos os cuidados necessários, amor e dignidade de todos que ajudam o Canil da Jane.

Você que pensa em criar um PET, pode adotar entrando em contato com o Canil da Jane pelo whatsApp 011. 97066.8810 (Jane Félix). Agende uma visita. Conheça este magnífico trabalho e apaixone-se pelo mundo PET. Você também pode ajudar com doação de ração pelo mesmo número de contato acima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui