Grupo debateu pontos a serem desenvolvidos em Suzano para receber certificação plena, que possibilitará a vinda de repasses estaduais para a Melhor Idade

O anfiteatro do Serviço de Ação Social e Projetos Especiais (Saspe) recebeu, na tarde desta sexta-feira (09/11), um encontro entre representantes de vários setores da Prefeitura de Suzano e entidades para elaboração e avaliação do Índice de Desenvolvimento do Envelhecimento Ativo (Idea), promovido pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social. Trata-se de um dos instrumentos necessários para a concessão do selo estadual Município Amigo do Idoso.

Participaram integrantes das Secretarias de Assistência e Desenvolvimento Social, de Educação, de Cultura, de Esportes e Lazer, de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego, de Transporte e Mobilidade Urbana e de Planejamento Urbano e Habitação, da Ouvidoria Municipal, do Fundo Social de Solidariedade, da concessionária responsável pelo transporte público municipal, do Conselho Municipal da Assistência Social e de outras entidades.

Para receber o selo do Estado, Suzano precisa ser considerada uma cidade que protege, respeita e dá abrigo à Melhor Idade e que promove políticas públicas em prol do envelhecimento ativo. A certificação plena também dá acesso ao município a repasses do Fundo Estadual do Idoso.

Durante o trabalho, coordenado pelo servidor da pasta Joari Aparecido Soares de Carvalho, os participantes revisaram uma lista de 40 itens requisitados pelo governo estadual que tratam de quatro grandes temas: Proteção, Educação, Saúde e Participação. Foram avaliados os itens oferecidos e sua abrangência e discutidas opções e soluções para os desafios a serem superados.

Segundo o secretário de Assistência e Desenvolvimento Social de Suzano, Murilo Inocencio, o trabalho em prol da certificação da cidade é um esforço e uma conquista de todos. “O trabalho conjunto do Poder Público e da sociedade civil é fundamental para a consolidação não apenas de um marco para nosso município, mas também para a garantia de direitos aos homens e mulheres que lançaram as fundações sobre as quais estamos hoje. As discussões sobre a defesa de direitos para todos devem ser feitas de maneira plena”, explicou.

Fonte: Prefeitura de Suzano