A cada dois dias, uma pessoa morreu por acidente de trânsito no Alto Tietê em 2019. Em todo o ano foram 182 vítimas fatais, valor menor do que os 190 registrados em 2018, o que representa uma redução de 4%. Os dados são do Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga), divulgados nesta segunda-feira (20).

Entre as dez cidades da região, Mogi das Cruzes é a que registrou, disparada, o maior número de mortes no trânsito. Em 2018 foram 67 e em 2019 apresentou uma pequena queda e fechou em 64.

Fonte: G1

Dos 182 mortos, apenas 9 vítimas eram do sexo feminino, enquanto as demais todas do masculino. Ainda em relação às vítimas, 48% eram condutores do veículo, 39% pedestres, 9% passageiros e em 3% dos casos não havia essa informação.

A maior parte das vítimas, 55%, chegou a ser socorrida e encaminhada ao hospital, mas morreu na unidade médica.

Já em relação às ocorrências, 57% dos casos foram em vias municipais e o restante em rodovias estaduais ou federais. Também a maioria é registrada à noite ou madrugada: 111, o que representa 62% do total.

Fonte: G1