Subiu para 17 o número de mortes provocadas pelo coronavírus, que já infectou 444 pessoas na província de Hubei, na China, segundo balanço divulgado pela TV estatal, citando autoridades locais. Foi na capital de Hubei, Wuhan, megalópole de 11 milhões de habitantes, em que foram registrados os primeiros casos de contaminação.

Casos já foram registrados em Macau, na costa sul chinesa, e em vários outros países. Além da China, Estados Unidos, Japão, Tailândia, Taiwan e Coreia do Sul já foram afetados pelo vírus, que provoca um tipo de pneumonia. Há casos suspeitos no México, em Hong Kong, nas Filipinas e na Austrália.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) se reúne nesta quarta em Genebra, na Suíça, e pode decretar “emergência de saúde pública de interesse internacional”.

Até o momento, a OMS usou essa denominação apenas em casos raros de epidemias que exigem uma vigorosa resposta internacional, como a gripe suína H1N1 (2009), o zika vírus ( 2016) e a febre ebola, que devastou parte da população da África Ocidental de 2014 a 2016 e atinge a República democrática do Congo desde 2018.

Fonte: G1