Um adolescente com paralisia cerebral morreu sozinho em casa depois que seu pai — e único cuidador — foi colocado em quarentena por suspeita de coronavírus na China.

Yan Cheng, de 16 anos, foi encontrado morto na quarta-feira, uma semana depois que seu pai e irmão foram isolados em um hospital de Huajiahe, na província de Hubei, epicentro do surto de coronavírus.

O garoto teria sido alimentado apenas duas vezes durante esse período, segundo a imprensa local.

A morte do jovem levou à demissão do secretário local do Partido Comunista e do prefeito da cidade de Huajiahe.

Ainda de acordo com a imprensa local, o pai do adolescente chegou a publicar um post na Weibo, rede social chinesa, pedindo ajuda e explicando que seu filho havia sido deixado sozinho em casa sem água ou comida.

A paralisia cerebral se refere a um grupo de condições que aparecem na primeira infância e afetam o movimento e a coordenação. Os sintomas variam e podem incluir tremores, rigidez ou fraqueza muscular, dificuldade de deglutição, problemas de visão, fala e audição. Os pacientes com paralisia cerebral podem ser severamente incapacitados.

As autoridades anunciaram que seria aberto um inquérito para investigar o caso.

Fonte: BBC