Corpo de Bombeiros diz que há 46 desaparecidos na Baixada Santista após temporal

930

O Corpo de Bombeiros divulgou, no começo da manhã desta terça-feira (3), que existem 46 pessoas desaparecidas após os deslizamentos de terra que ocorreram na Baixada Santista, no litoral de São Paulo, devido ao forte temporal que atingiu a região. A Defesa Civil do Estado de São Paulo já registrou a morte de doze pessoas.

Em 24h choveu mais de 100 mm em todas as nove cidades da Baixada Santista. Foram 300 mm no Guarujá, 222 milímetros em Santos e 187 mm em São Vicente. Segundo o Inmet, o normal esperado para o mês de março no Guarujá são 277 mm – ou seja, já choveu mais que o esperado para o mês na cidade.

“O Corpo de Bombeiros atua nas ocorrências de Santos, Guarujá e São Vicente. Infelizmente constatamos, às 12h40, 12 óbitos, 46 desaparecidos, oito locais, sendo quatro em Santos, dois em São Vicente e dois em Guarujá, com 100 bombeiros trabalhando e 29 viaturas. Permanecem no local e só sairão após a localização de todas as vítimas e e deixar todos os locais em segurança”, disse o capitão e porta-voz do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo, Marcos Palumbo.

Veja onde os bombeiros buscam os desaparecidos:

  • 4 do Morro do Macaco Molhado, em Guarujá
  • 28 na Vila Baiana, em Guarujá
  • 3 em São Vicente
  • 11 em Santos

Veja onde ocorreram as mortes:

  • 2 mortes na Rua Saturnino de Brito, no Parque Prainha, em São Vicente
  • 1 morte na Rua Pêro Lopes de Souza, 66 – São Vicente
  • 2 mortes na Rua Uruguai, no Jardim Centenário, em Guarujá
  • 3 mortes no Morro do Macaco Molhado, em Guarujá
  • 1 morte na Vila Baiana, em Guarujá
  • 1 morte na Rua das Pedras, no bairro Caneleira, em Santos
  • 2 morte que ainda foi divulgada a cidade]

Fonte: G1