Por orientação das autoridades de saúde pública, o presidente da Câmara Municipal de Ferraz de Vasconcelos, vereador Agílio Nicolas Ribeiro David (PSB) decidiu por tempo indeterminado não permitir o acesso de munícipes ao plenário da Casa durante a sessão ordinária já a partir desta segunda-feira, dia 16, a partir das 18h. A medida preventiva visa contribuir para conter o avanço do coronavírus, na cidade.

         Por isso, o vereador Nicolas espera receber a devida compreensão do público que acompanha o cotidiano dos trabalhos ordinários do Poder Legislativo, em geral. Para ele, trata-se de uma iniciativa momentânea e, portanto, como as ações preventivas estão sendo adotadas pelas autoridades brasileiras de saúde pública em pouco tempo o surto da doença será controlado. “Não há motivos para pânico”, comenta o presidente.

            No Alto Tietê, Ferraz é o único município a registrar oficialmente um caso de contaminação do coronavírus. A vítima contraiu a doença no seu local de trabalho, isto é, em um hospital, na capital paulista. Além disso, a cidade contabiliza seis casos de suspeita de contaminação da virose até o último domingo, segundo a Secretaria Municipal da Saúde. No país, o número de vítimas já passa de 200 infectados.

            A pandemia, ou seja, o surto da doença em massa foi declarado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) há pouco tempo. A transmissão do coronavírus começou inicialmente na China e, no momento, atinge, sobretudo, países europeus, entre eles, a Itália. Para infectologistas, evitar a aglomeração de pessoas é uma medida apropriada para impedir o crescimento indiscriminado da doença.

Por Pedro Ferreira