O prefeito Rodrigo Ashiuchi solicitou na tarde da última terça-feira (12/05) ao governo do Estado a disponibilização de leitos no Hospital Auxiliar das Clínicas (HC) de Suzano e no Hospital Regional Dr. Osíris Florindo Coelho, em Ferraz de Vasconcelos, para atendimento dos moradores do Alto Tietê. Na oportunidade, o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, anunciou que em dez dias haverá a liberação de 30 leitos, sendo dez de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 20 de enfermaria. Já a abertura do HC vem sendo tratada com a Secretaria de Estado de Saúde.

A reunião, realizada com os prefeitos que integram o Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), ocorreu por videoconferência, dando oportunidade para ampliar a discussão das cidades acerca do enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Entre as pautas abordadas pelo chefe do Executivo suzanense, também estava a questão da participação direta do Alto Tietê nas tratativas do governo do Estado.

“Nosso consórcio é composto por 12 cidades, que somam cerca de 3 milhões de habitantes e abrigam aeroporto e importantes rodovias e estradas. Por sermos da Região Metropolitana, além da capital, nós estamos sofrendo muito com os casos de coronavírus, tendo um alto índice de letalidade. Por isso, acredito que seja importante nossa participação direta nas reuniões e tomadas de decisão junto ao governo estadual”, apontou Ashiuchi.

O secretário estadual, por sua vez, anunciou que o governador João Doria deverá criar um fórum com representantes de todas as regiões para discutir as ações contra a Covid-19. “Nossa pretensão é integrar as cidades, a fim de conseguirmos alinhar os trabalhos e os modelos de quarentena, por exemplo. Isso terá início nos próximos dias”, disse o titular estadual do Desenvolvimento Regional.

O prefeito de Suzano também pediu apoio com novos respiradores e questionou a inclusão de salões de beleza e academias como serviços essenciais, anunciada pelo governo federal. “Nesta quarta-feira, às 12h30, o governador João Doria deverá fazer o anúncio. Neste momento, estamos em discussão com o setor de Vigilância Epidemiológica quanto aos impactos disso diante da pandemia. Quanto aos respiradores, estamos buscando novas alternativas para aquisição dos aparelhos, que estão em falta em todo o mundo”, explicou Vinholi.

Por fim, Ashiuchi falou dos serviços da Saúde oferecidos na cidade no enfrentamento ao coronavírus, como a telemedicina, que ultrapassou os mil atendimentos; o Hospital de Quarentena, montado na Arena Suzano, com suporte de 80 leitos; a aquisição de novos respiradores e equipamentos de proteção; entre outros. O prefeito também agradeceu a atenção do governador João Doria e do secretário Vinholi com as cidades do Alto Tietê.

“Neste momento de pandemia, esse canal aberto é essencial para alinhavarmos todas as questões de enfrentamento ao Covid-19. A união das cidades também é importante para proteção de todos. Queremos minimizar os impactos da pandemia e preservar a vida de todos. Agradeço ao governador João Doria e ao secretário Vinholi pelo trabalho que vem realizando”, concluiu o prefeito suzanense.

Crédito das fotos e Fonte: Paulo Pavione/Secop Suzano