Apesar de o município de Ferraz de Vasconcelos, assim como, o restante do país e do planeta está enfrentando à pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e, portanto, canalizando todos os recursos financeiros e humanos para tentar conter o avanço da doença, o vereador Antonio Marcos Atanazio (Solidariedade), o Marcos BR quer saber os valores dispendidos até agora pela municipalidade em ações sanitárias na cidade. O requerimento dele foi aprovado na sessão ordinária, na segunda-feira, dia 11.

            No documento, Marcos BR cobra informações detalhadas de montantes pagos mensalmente no combate à Covid-19, em especial, todas as despesas relacionadas à instalação do hospital de campanha nas dependências do Ginásio Municipal Professor Adão Dias dos Santos, o Adãozão, no Jardim Santa Rosa. O complexo temporário terá dez Centros de Terapia Intensiva (CTIs) para pacientes graves e 20 leitos para os casos leves e moderados.

            Além disso, a unidade vai disponibilizar 50 poltronas para a medicação por poucas horas e ter um centro de triagem diária que poderá atender de 300 a 500 pessoas por dia com suspeita da doença. O local funcionará das 7h às 22h. Já os CTIS vão operar por 24h. Com isso, estima-se que a Prefeitura da cidade poderá investir em quatro meses podendo ser prorrogado algo acima de R$5,3 milhões. Para Marcos BR, esse dinheiro não deve ser visto como elevado por tratar-se da salvação de vidas.

            O vereador acrescenta ainda que cumpre o seu papel de agente fiscalizador de atos do Poder Executivo e, portanto, a sua atitude não representa nenhum tipo de desconfiança por parte do governo municipal. “Na realidade, quero apenas conhecer os gastos para assim poder informar corretamente a população”, diz. Já o vereador Eliel de Souza (PL), o Eliel Fox fez um adendo ao requerimento pedindo uma possível data do início das atividades do hospital de campanha.

                                                           Ajuda federal

            Para combater a Covid-19, além de verbas próprias, Ferraz de Vasconcelos está prestes a receber de ajuda federal a cifra de R$21,7 milhões frutos do projeto de lei recém-aprovado pelo Congresso Nacional de ajuda da União aos estados e municípios. Para o Alto Tietê, o valor dos repasses federais chega a R$184,5 milhões. Em linhas gerais, o pacote de socorro do Palácio do Planalto aos estados, municípios e ao Distrito Federal é de R$125 bilhões. Por Pedro Ferreira