A Central de Segurança Integrada (CSI) Lubnan Mohamed Ghazal completa um ano de funcionamento neste mês, somando auxílio a 230 ocorrências registradas em Suzano, como acidentes de trânsito, furtos e abordagens em ações preventivas. A unidade ganhou 26 novas câmeras desde a inauguração, passando de 52 para 78 equipamentos que captam imagens em alta definição para o monitoramento do território municipal, 24 horas por dia.  

Além dos aparelhos, o local também conta com um software de tecnologia de ponta e um sistema de última geração. A CSI, localizada no subsolo do Paço Municipal Firmino José da Costa, tem salas de verificação das imagens, com privacidade; de crise, para reunião de delegados, agentes de segurança e autoridades, com objetivo de definir estratégias e ações preventivas e de combate ao crime e às infrações; de comunicação, para interligar e receber informações de todos os órgãos de segurança da cidade; e a principal, onde ficam computadores, servidores e monitores, com expansão em painéis na parede.

A central ainda monitora as escolas municipais, com apoio de 92 agentes, que contam com o dispositivo “botão de pânico”, que, ao ser acionado, envia uma mensagem à CSI com nome e endereço da unidade escolar para que sejam enviadas as forças de segurança. O ambiente também está diretamente conectado à Guarda Civil Municipal (GCM), Canil, Grupo Unido na Ação de Repressão às Drogas (Guard), Patrulha Maria da Penha, Ronda Ostensiva Municipal (Romu), Defesa Civil, Secretaria Municipal de Transportes e Mobilidade Urbana, Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Das 230 ocorrências verificadas neste primeiro ano de atuação, 45 estão relacionadas ao apoio logístico em acidentes de trânsito. O assessor estratégico Jefferson Ferreira dos Santos, da Secretaria de Segurança Cidadã, comentou que a CSI consegue auxiliar com precisão os agentes de trânsito e demais profissionais das forças de segurança para o rápido atendimento.

Vale lembrar que Suzano também conta com mais de 30 dispositivos do Sistema Detecta, do governo do Estado, que visa o monitoramento inteligente a partir do acesso ao maior banco de dados de informações policiais da América Latina. “As imagens facilitam as diligências. Este importante investimento é um legado para a cidade, a longo prazo, mas que já vem dando resultados”, afirmou.   

O prefeito Rodrigo Ashiuchi lembrou que a central é um marco para a Segurança, sendo um setor prioritário, ao lado da Saúde e da Educação. “A CSI é uma conquista do povo suzanense. Com esta grande ferramenta em operação, conseguimos traçar planos estratégicos e seguros no combate à criminalidade, visando sempre a resolução das ocorrências. Agradeço o empenho de todos os servidores neste trabalho de monitoramento permanente do município”.   

Crédito das fotos e Fonte: Irineu Junior/Secop Suzano e Divulgação/Secop Suzano