A Saúde Mental de Ferraz de Vasconcelos, departamento da Secretaria Municipal de Saúde, continua realizando a produção de máscaras faciais de proteção para pacientes, famílias e funcionários da rede. Desde o começo da quarentena no município, o setor já produziu aproximadamente 1,5 mil máscaras, que estão sendo doadas também aos postos de saúde.

A ação foi idealizada pelas psicólogas do Ambulatório de Saúde Mental, Beatriz Antônio, Maria Aparecida Silva, Carmem Moreno, e pela auxiliar, Ruth Marcolino. Foram levados ao local duas máquinas de costura e tecidos para a produção. Inicialmente, os equipamentos de proteção foram doados aos pacientes do Ambulatório e seus familiares, servidores, bem como aos funcionários da Unidade Básica de Saúde (UBS) da Vila Santo Antônio. Os servidores das UBSs do Jardim São Lázaro, Vila Margarida e da própria pasta também já foram beneficiados.

De acordo com a psicóloga e coordenadora da Saúde Mental de Ferraz, Maria de Fátima Pereira Caferro, o trabalho continua no sentido de doar as máscaras para outros postos, para, posteriormente, serem repassadas aos munícipes, atendendo a demanda de pessoas mais vulneráveis do município. Além disso, há a intenção de manter a produção, como oficina, mesmo depois da pandemia, com o objetivo de auxiliar no tratamento dos pacientes do Ambulatório, que possuem transtornos leves ou graves.

O titular da Saúde ferrazense, Aloísio Lopes Priuli, destaca a importância da ação no sentido de unir forças para o combate à Covid-19. “O foco é a não disseminação do vírus e a prevenção. Nós nos preocupamos muito com todas as pessoas, mas principalmente com aquelas enquadradas em uma maior fragilidade social, justamente onde o nosso público central se encontra na sua grande maioria. Por meio de uma pequena ação, estamos conseguindo fazer a nossa parte. Entendemos que se cada um fizer um pouquinho, o resultado será grandioso. Unidos seremos mais fortes e o momento exatamente isto”, disse Priuli.

Fonte: DeCom Ferraz