Hoje, 12 de junho, os comércios e setores de serviços já podem ter funcionamento retomado, mas com restrições, em Ferraz de Vasconcelos. A medida foi tomada no dia 10 de junho, por meio de reunião entre os prefeitos das cidades participantes do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), e em 11 de junho, por meio de reunião do corpo de secretários do poder Executivo ferrazense.

A flexibilização foi possível por conta da região ter avançado para a fase 2 (laranja) do Plano São Paulo, que trata, por meio do governo do Estado, da retomada das atividades econômicas nos municípios. Com a decisão, os comércios estão autorizados a funcionarem das 10 às 16 horas, assim como as concessionárias e lojas de revenda de carros e galerias e estabelecimentos congêneres. O setor de serviços como escritórios de advocacia, contabilidade e imobiliárias, engenharia, arquitetura e turismo, poderão abrir das 9 às 15 horas. A flexibilização também permite que as igrejas voltem com suas atividades, mas tendo como pré-requisito a ocupação de apenas 30% da capacidade.

Para regulamentar todos os trâmites e regras a serem seguidas, a Prefeitura de Ferraz elaborou o decreto 6.224/2020, que trata com detalhes sobre a matéria. Ainda vale destacar que, toda a retomada será acompanhada da intensificação das fiscalizações por meio da Secretaria Municipal de Saúde, pois os comércios, setor de serviços e demais estabelecimentos atingidos pelo decreto deverão oferecer álcool em gel 70% para funcionários e clientes, e o uso de máscara facial de proteção ainda é obrigatório, entre outras recomendações.

O prefeito José Carlos Fernandes Chacon, o Zé Biruta, comemorou o avanço da cidade nas fases do Plano São Paulo, mas pediu cautela aos munícipes, mesmo com o início da retomada. “O avanço para a fase laranja mostra que nossos esforços têm dado resultados, pois conseguimos respiradores e participamos de várias ações junto ao Condemat que melhoraram os indicadores de capacidade hospitalar e controle de evolução da doença da região. De qualquer forma, a quarentena e o isolamento e distanciamento social ainda devem ser colocados em prática, ou seja, peço para que os ferrazenses só saiam de casa se realmente for necessário. Só assim venceremos este vírus”, concluiu o prefeito Zé Biruta.

Fonte: DeCom Ferraz