O Governo do Estado de São Paulo anunciou nesta quarta-feira, 24 de junho, que o retorno das escolas estaduais deve acontecer no dia 8 de setembro, havendo rodízio dos alunos.

A proposta também prevê a alternância das aulas presenciais e virtuais. O secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, que testou positivo para a covid-19, participou virtualmente da coletiva de sua casa.

De acordo com o governo, as escolas vão poder reabrir quando o município for classificado na Fase 3 – Amarela do Plano São Paulo.

A proposta pelo governo consistirá da seguinte forma:

● Na chamada Etapa 1, as escolas vão funcionar com apenas 35% da capacidade física da unidade escolar;

● Na Etapa 2, esse número sobe para 70%;

● Na Etapa 3, 100% dos alunos já retomam para a normalidade. A distancia de 1,5 metros deve ser sempre respeitada.

Os critérios para que a retomada aconteça de fato na data estimada, no caso em setembro, são que todas as regiões de Saúde estejam a pelo menos 28 dias na Fase 3 – Amarela do Plano SP.

Para o avanço da Etapa 2, devem estar a 14 dias na Fase 4 – Verde.

Já para o avanço para a Etapa 3 será preciso que pelo menos 80% estejam na Fase 4 – Verde.

Os protocolos de retomada foram separados em Distanciamento Social, Higiene Pessoal, Sanitização de Ambientes, Comunicação e Monitoramento.