Duas ações de plantio de mudas realizadas pelo Junho Verde foram responsáveis por 50 mudas de árvores plantadas em Mogi das Cruzes nas últimas semanas. A primeira iniciativa aconteceu no dia 5 de junho, no Centro Esportivo da Vila Jundiaí, e a segunda foi realizada na segunda-feira desta semana, dia 22, no condomínio da CDHU em Cezar de Souza. As duas ações fazem parte do Programa Mogi + Verde e beneficiaram os locais com árvores frutíferas e floríferas, além de terem sido realizadas respeitando-se o isolamento social – sem aglomeração de pessoas.

No primeiro plantio, ocorrido no Centro Esportivo da Vila Jundiaí, foram plantadas 20 mudas de árvores com a participação de moradores da comunidade e a presença de técnicos da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente, que auxiliaram no trabalho de plantio e zelaram para que as pessoas mantivessem o distanciamento social. O diretor André Miragaia explica que, em breve, as mudas crescerão e começarão a proporcionar benefícios ambientais como sombra, conforto térmico e refúgio para os pássaros, além de embelezarem a comunidade.

“A comunidade é muito participativa e nos dois pontos beneficiados as pessoas estão comprometidas a acompanhar e cuidar do crescimento das mudas. Em pouco tempo, teremos árvores já estruturadas e as vantagens serão notadas pelos moradores, com mais verde e uma mudança para melhor na paisagem das áreas atendidas”, observou Miragaia.

Já na segunda-feira (22/06) pela manhã, um plantio realizado na CDHU, em Cezar de Souza, levou 30 novas mudas para a comunidade. Crianças acompanharam o plantio e receberam carteirinhas para acompanharem o crescimento e o desenvolvimento das mudas. Foram plantadas mudas de ipê amarelo, branco roxo e rosa, quaresmeira, grumixama, araçá e pitangueira.

A carteirinha elaborada pela Secretaria Municipal do Verde possui informações que ajudam as crianças – e também os adultos – e acompanharem o crescimento saudável das mudas. São itens como presença ou não de tutor (pedaço de madeira que guia o crescimento da muda), de folhas, de formigas, existência de outras plantas ou de mato perto da raiz, presença de fogo nas proximidades, partes quebradas e a situação do solo – se está seco e necessita de água.

Secretaria do Verde e Meio Ambiente