Vender um imóvel é uma tarefa um tanto quanto difícil e se têm a intenção de vender o seu, mas não tem a mínima ideia de por onde começar, esse artigo será muito útil para você entender melhor sobre como funciona o mercado e como usar todas as técnicas disponíveis a seu favor.

Vamos supor que você queira colocar a sua casa para vender na Mooca por exemplo, qual seria o seu primeiro passo?

Logo abaixo separamos um compilado de dicas e orientações para te auxiliar nessa jornada:

1º – Use a tecnologia a seu favor

Ultimamente grande parte da população carrega consigo um smartphone, tablet ou até mesmo notebooks que utilizam para trabalhar e isso é de grande ajuda para você que deseja vender ou comprar um imóvel.

Com apenas um toque na tela do seu smartphone, você tem acesso a imóveis, automóveis, eletrônicos e muitas outras coisas, o céu é o limite meu amigo! E você pode usar essa tecnologia para vender a sua casa.

Existem inúmeras formas de vendê-la pela internet, como anunciar em uma publicação do Facebook, porém, esse método é mais demorado e as pessoas costumam ter um certo receio com esse tipo de venda, então procurar por uma plataforma de vendas on-line que já tenha uma boa relevância, seja conhecido por muita gente e passe credibilidade para o comprador é essencial. E normalmente sites que fazem a venda e locação de imóveis são focados apenas nesse nicho, o que faz com que a venda do seu imóvel seja mais ágil, ao contrário do que seria caso você colocasse a venda no Facebook, onde há muita variação de conteúdo, fazendo a sua publicação perder a relevância mais rápido dentro da plataforma.

Então você pode entrar em contato com a área responsável pelo assunto dentro do site e verificar como funciona para colocar o seu imóvel dentro da plataforma, fazendo com que seja vendido de forma mais rápida.

2º – Fotos de qualidade com informações complementares

Quando pedimos uma pizza pelo delivery, vamos em busca do melhor restaurante e vemos dois sites, um onde não tem muitas fotos, as que estão disponíveis são de péssima qualidade e não tem informação nenhuma sobre o local, mas no segundo site que visitamos, vemos a foto de uma pizza maravilhosa, saindo aquela fumaça e o queijo derretendo naquela fatia suculenta, então você desce no rodapé da página e lá estão todas as informações da qual você precisa para fazer o seu pedido e ter a certeza de que não é um golpe, o local realmente existe. Qual pizzaria você iria escolher para fazer o seu pedido?

Pois é, a resposta é óbvia!

É por isso que na hora de divulgar a sua casa você precisa tirar fotos de boa qualidade, sem borrões e mostrando todos os detalhes do seu imóvel, para que o anúncio prenda a atenção do futuro comprador e leve a ele a se interessar por saber mais detalhes sobre ela.

E é aí que entra os dados complementares da casa por escrito, você deve passar o máximo de dados possíveis para o comprador, para ele chegar a conclusão de que esta casa se encaixa nos parâmetros que ele almeja. As informações devem conter;

  • Tamanho da casa e do terreno em m²;
  • Número de cômodos e se inclui garagem;
  • Endereço completo do local, com referência para localização;
  • Telefone e E-mail para contato;
  • Valor mínimo de entrada e valor completo do imóvel;
  • E caso tenha mais alguma informação que ache necessária, não tenha receio de especificar.

Quanto mais informações o seu anúncio tiver, mais fácil será de obter um retorno.

3º – Documentação

Esta é a parte mais fácil! Todas as dívidas do imóvel devem estar em dia, sem atrasos que possam ser cobrado após a venda. Isso prejudica na hora da negociação.

4º – Evite constrangimento

Obviamente se quer vender um de seus imóveis na Mooca, você não quer passar vergonha na hora de apresentá-lo ao possível comprador, como algum encanamento vazando, a parede descascando ou a instalação elétrica cheia de falhas e fios desencapados, certo!

Então faça uma vistoria antes da venda, verificando se não há nenhum problema com imovel.

(OBS: Se for necessário fazer alguma reforma ou modificação no imóvel, é melhor que seja feito antes de colocá-la à venda, para evitar que o futuro proprietário passe por transtornos e venha a fazer reclamações.)

5º – Valor justo

Verifique qual o valor por m² estimado para a região, calcule as despesas que teve com as reformas e coloque tudo na ponta do lápis. E claro, se coloque no lugar do consumidor, e análise quanto você pagaria por um imóvel como o seu.

Não queira colocar preços exorbitantes como por exemplo, cobrar o valor de uma casa com 4 quartos, 2 suítes, garagem para 3 carros e jardim de inverno, por uma casa com 2 quartos, sala cozinha e banheiro, sem garagem ok!

Coloque o preço de acordo com o imóvel.

6º – Contrate uma imobiliária de sua confiança

Para que a venda ocorra de forma segura para ambos os lados (vendedor/comprador), é bom que você deixe o processo de venda nas mão de alguém que entenda mais sobre o assunto, ou até mesmo caso você seja muito ocupado, deixar isso nas mãos da imobiliária, evita que você receba milhares de ligações, mensagens e e-mails que no final, não vão resultar em nada.

Fazendo com que apenas as pessoas com mais potencial de efetuar a compra, entrem em contato direto com você!

Vender um imóvel pode ser um processo demorado, mas se fizermos um bom planejamento e divulgarmos nos locais certos, pode se tornar mais fácil e rápido!

Boa sorte com a venda do seu imóvel e não esqueça de compartilhar esse artigo em suas redes sociais!

Crédito imagem: Pixabay