Diferentemente do que informa o vídeo da Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos, com a propaganda dos 100 dias de Governo da prefeita Priscila Gambale, a vacinação contra a Covid-19 no município anda a passos de tartaruga. Estamos apenas na posição número 631, quase a lanterna das 645 cidades do Estado de São Paulo, conforme aponta o ranking Vacinômetro da Secretaria da Saúde. Até o último dia 13 de abril, foram ao todo 13.540 doses de vacina (primeira dose) aplicadas em Ferraz num universo de 196.500 moradores – o que representa apenas 6,9% da população.

É justo aqui salientar que as vacinas são distribuídas pelos governos federal e estadual, não dependem de ação própria das prefeituras. Porém, no vídeo dos 100 dias, a administração local mentiu ao afirmar que a Saúde do município realiza atualmente uma das melhores campanhas de vacinação em todo o Estado. As 10 cidades que proporcionalmente mais vacinaram pelos dados do Vacinômetro são: 1 – Serrana; 2 – Flora Rica; 3 – Arco-Íris; 4 – Turmalina; 5 – Águas de São Pedro; 6 – Santana da Ponte Pensa; 7 – Uru; 8 – Santa Salete; 9 – São João do Pau D’Alho; 10 – Floreal.

Mentir é mesmo o recurso dos irmãos Gambale pra maquiar os compromissos assumidos durante suas campanhas eleitorais ou na condução de seus atuais respectivos mandatos. Lembram-se da famosa frase de Joseph Goebbels, ministro da Propaganda na Alemanha nazista liderada pelo ditador Adolf Hitler: “Uma mentira contada mil vezes se torna verdade”. Não estou acusando os Gambale de nazistas, mas, infelizmente, utilizam-se do mesmo método de Goebbels e Hitler.

Vamos aos exemplos: na campanha para prefeito do ano passado, Priscila, o irmão deputado estadual Rodrigo e o então candidato a vice-prefeito Daniel Balke prometeram congelar o IPTU nos próximos quatro anos. Para surpresa dos ferrazenses, os carnês de 2021 tiveram reajuste da inflação aplicado ao valor de 2020. Ou seja, houve aumento, mentiram pra você. E não adianta culpar o Zé Biruta ou o Zé da Esquina.

Outra mentira do clã Gambale: Rodrigo apareceu num vídeo no dia 05 de novembro de 2020, na estação da CPTM em Ferraz de Vasconcelos (linha 11-Coral), falando da modernização dos trens e do fim da baldeação em Guaianases, como se fossem conquistas do seu mandato como deputado. Acontece que o processo de substituição por novos trens acontece há anos – bem antes de Gambale sonhar em ser deputado estadual – e a luta para terminar as paradas diárias em Guaianases é também uma antiga reivindicação das comunidades do Alto Tietê. Quem na verdade interferiu no projeto de término das baldeações foi o deputado federal Marco Bertaiolli junto ao governador João Doria, mais especificamente com a participação do secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy. Prova disso é que no dia 17 janeiro de 2019, em matéria do Diário de Suzano (DS) foi divulgada uma audiência entre Bertaiolli e Baldy. Na época já havia sido concluída a análise do pedido e estava em curso um estudo técnico para a execução das mudanças. O secretário Baldy declarou ao DS: “O nosso foco será direcionado para o fim da baldeação em Guaianases e a extensão do Expresso Leste até Mogi das Cruzes”. Reparem que a audiência reportada aconteceu em 17 de janeiro de 2019, data em que Rodrigo Gambale não havia iniciado o seu atual mandato como deputado, cuja posse ocorreu em 15 de março daquele mesmo ano. Mentiroso, como pôde então tomar pra si as melhorias na CPTM?

E as mentiras se acumulam na administração ferrazense. Em outros artigos já observei isso. O que dá para concluir no balanço dos 100 primeiros dias de Governo? Há muito marketing e pouco trabalho efetivo em benefício da maioria dos munícipes. A atual gestão se esforça na realização de serviços de Zeladoria, o básico que qualquer prefeito sabe fazer. É preciso acelerar e mostrar de fato que “O Futuro é Agora!”, como propagam os representantes almofadinhas da Prefeitura em lives e entrevistas aos montes nas redes sociais. O exibicionismo é a marca dessa gente. Tem até vereador eleito e nomeado secretário municipal gravando live do caminho de casa até o trabalho. Que gracinha! O quanto isso é útil para a cidade?

No dia a dia, a realidade é bruta, menos virtual. Com pouquíssimas vacinas, falta de remédios básicos nos postos de Saúde e nenhuma promessa de grande impacto realizada, podemos comparar esse ritmo em que caminha o governo de Priscila Gambale com a Fábula de Esopo, na qual uma lenta tartaruga vence a corrida de uma lebre.   

Coelhinha Gambale, comece a correr, porque a população de Ferraz merece dias melhores, não só ovos de Páscoa, kit de alimentação e buracos tapados . . .

Estamos de olho. Podem chorar! 

Augusto do Jornal, diretor nacional de Finanças da CGTB e 2º suplente de vereador pelo PSB em Ferraz de Vasconcelos