No primeiro dia útil da fase de transição da quarentena, as ruas do Brás, região tradicional de comércio na cidade de São Paulo, amanheceram lotadas.

A movimentação na região central de São Paulo começou na madrugada desta segunda-feira (19) com ambulantes no meio da rua e ônibus de viagem que traziam compradores. Também havia muitos carros e trânsito nas vias da região.

A quarentena foi determinada pelo governo do estado durante a pandemia de coronavírus.

Brás amanhece lotado no primeiro dia útil da fase de transição da quarentena — Foto: Reprodução

Fase transição

O governo de São Paulo criou uma nova fase do plano de flexibilização da quarentena, entre a vermelha e a laranja, e autorizou a abertura de comércios e atividades religiosas em horários reduzidos de funcionamento a partir de domingo (18) em todo o estado.

O que pode abrir na fase de transição?

  • Shoppings e lojas de rua podem ter atendimento presencial das 11h às 19h, com público limitado a 25% da capacidade total.
  • Cultos, missas e outras atividades religiosas coletivas podem ocorrer a partir deste domingo (18), com distanciamento e controle de acesso.
  • Restaurantes e lanchonetes podem ter atendimento presencial a partir de 24 de abril, das 11h às 19h, com 25% da capacidade total.
  • Salões de beleza e cabeleireiros podem ter atendimento presencial a partir de 24 de abril, das 11h às 19h, com 25% da capacidade total.
  • Cinemas, teatros, museus, eventos e convenções podem funcionar partir de 24 de abril, das 11h às 19h, com controle de acesso, público sentado, assentos marcados e 25% da capacidade.
  • Academias, clubes e centros esportivos podem funcionar partir de 24 de abril, das 7h às 11h e das 15h às 19h, apenas para atividades físicas individuais agendadas, com 25% da capacidade total.
  • Parques serão abertos a partir de 24 de abril, mas o horário ainda não foi definido.

Fonte: G1