A corrida incansável do atual Presidente para suprir as necessidades do País está passando por variações, fazendo a base do Governo sofrer rupturas, necessitando estancar o fulminante vírus que está imperatizando em seu mandato. Como Cidadão com liberdade de expressão , vejo que necessitamos resolver o caos  das UTIs que permanecem deserdadas.

A força desigual de seu mandato conta com influência negativa de antigos líderes, alianças não muito agradáveis podendo prejudicar sua escolhas – com vetos na Câmara e no Senado o país espera chover a cura para escorrer os vestígios desse momento mortal; e o controle que damos prioridade, talvez não seja tão suficiente para retornar uma vida normal.

Durante a Gripe Espanhola, foram dois anos muito difíceis com um vírus que desembarcou em Recife e Rio de Janeiro que levou 50 milhões ao Óbito em todo o mundo. Surgiram muitas especulações para uma possivel cura, porem nada certo, somente tentativas.

As Ervas e especiarias não eram suficientes para o combate. Era preciso um controle humanitário – igualitário – que unisse o Brasil para prevenir tal ataque. Terminou em 1920 e não se sabe ao certo como amenizou o desgaste humano, mas uns acreditavam que uma Caipirinha Composta por Mel e limão poderia combater, isso se tornou cultura em nosso Pais usar esses condimentos para uso alcoólico.

A todo momento leio as noticias do nosso país esperando nossos lideres e apoiadores encontrarem a solução para socorrer nossa nação. Esperamos que tudo isso se torne passado e esquecer desse momento desagradável que estamos passando. Continuam Inquietos, e a todo momento buscam algo Salvador que possa imunizar a massa ou amenizar os estragos causados.

O repertório de notícias estão fazendo uma sociedade ansiosa e preocupada com o dia de amanhã. Sem poder reivindicar seus direitos se encolhem dentro de suas residências sem poder sair.

O amor ao proximo é recorrente de união e pensar em probabilidade para ambos os lados. Nunca pensar somente em si, perdem totalmente o Senso, quando usam o autoritarismo para revindicar seus direitos; E Quais são os direitos?

” A pandemia está atrapalhando as finanças na minha Igreja. Não tem entrada e podemos quebrar.”

O profissionalismo enfático me impressiona quando estamos nos referindo a igreja.

Em nossa atualidade existem fatores que estão nos deixando fadigados e cansados da propia existência, digo com um pensamento crítico moral – desligando esse pensamento da religião que tem seus precedentes.

Atravessamos a cidade para trabalhar, desbravamos o trânsito da Marginal para estudar e se apertamos em coletivos para chegar em casa e descansar. A única distração não muito agradável que temos, estão nos ausentando. As prioridades mais simples para suprir as necessidades fisica nos proibem – será que é um marketing para uma evolução ou podemos esperar a forca?

Abordo a questão que continua pendente: O que é essencial?

“ Fazer as compras no mercado é o simples momento de suprir uma necessidade fisiológica chamada fome.”

“Trabalho formal e informal traz o capital para quitar dividas e inpostos e inclusive pagar a compra do mês.”

A Escola também se torna prioridade, pois ela tem o poder de impor o princípio pedagógico de uma criança ou adolescente, mostrando onde ele pode trilhar sendo alfabetizado.

Pitágoras dizia: “Educai as crianças e não será preciso punir os homens” … A prioridade continua em pauta!

.

.

.

.

Nota do editor: os textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais iconográficos publicados pelo colunista não refletem necessariamente o pensamento do Cenário Notícias, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es)as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.