Projeto celebra quatro anos de atuação e conta com uma média de 60% em aprovação nas universidades públicas e privadas do País

O Curso Pré-Vestibular Municipal, oferecido pelo Serviço de Ação Social e Projetos Especiais (Saspe), completa quatro anos nesta segunda-feira (24/05) com mais de 600 alunos assistidos e média de 60% de aprovação nos vestibulares de universidades públicas e privadas do País. O projeto beneficia os cidadãos que se encontram em situação de vulnerabilidade econômica e oferece a oportunidade de ingresso no ensino superior de forma gratuita e com qualidade.

Por meio da parceria com educadores da rede estadual e da rede particular de ensino de Suzano, o sonho de cursar uma faculdade se tornou possível para muita gente. Cada turma tem acesso às aulas de segunda a sexta-feira em um período médio de seis a nove meses. O conteúdo pragmático envolve dez disciplinas, que compõem as quatro áreas do conhecimento, e ainda conta com o apoio de um material didático exclusivo, elaborado e atualizado pelos próprios docentes. São realizados também simulados, aulas complementares e outros encontros.

Desde 2017, o projeto superou as expectativas e vêm despertando o interesse de públicos diversos para uma nova oportunidade na carreira profissional, conforme afirma a primeira-dama e dirigente do Saspe, Larissa Ashiuchi. “Todos os anos nós temos uma procura muito grande por vagas no Pré-Vestibular, e o público assistido varia desde alunos de 17 anos até de 73. Isso é resultado de um trabalho desenvolvido com seriedade e comprometimento dos nossos professores voluntários e toda equipe”.

Um exemplo disso é o ex-aluno Antonio Vaunilson da Silva, de 48 anos, que se inscreveu em 2018 e atualmente está cursando o 2º semestre de Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Ele explica que o interesse em mudar de ramo no mercado de trabalho o impulsionou a buscar novas oportunidades e que pode encontrar esse incentivo no Pré-Vestibular. “As aulas são muito boas e os professores atenciosos em nos ajudar e tirar dúvidas a qualquer momento. Fiquei muito feliz em ter conseguido essa oportunidade de mudar de área e sou muito grato por toda a rede de apoio”.

Seleção
O critério de seleção dos participantes foi estruturado em conjunto com o trabalho realizado pela Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, no qual mapeou as regiões da cidade e analisou as necessidades individuais para distribuição das vagas. Aliado a esse aspecto, também são consideradas a renda per capita das famílias dos candidatos e a inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Esta metodologia foi implantada para beneficiar de forma efetiva o público-alvo do projeto e alcançar seu objetivo inicial: a promoção da inclusão social e oportunidades educacionais aos cidadãos que não têm condições de custear um curso preparatório, conforme explica a primeira-dama e dirigente do Saspe. “O Curso Pré-Vestibular é uma importante ferramenta para a transformação social que buscamos e almejamos para nossa cidade, pois ele qualifica nossos profissionais e o investimento retorna em benfeitorias para a população. É muito gratificante acompanhar as conquistas dos nossos alunos”, exalta Larissa.

Ensino remoto
Diante do atual cenário de pandemia do novo coronavírus (Covid-19), desde o ano passado as aulas são realizadas de forma remota e os professores voluntários se dedicam a manter o cronograma e qualidade do conteúdo por meio das plataformas on-line. Para dar suporte aos alunos e mantê-los comprometidos com as aulas, foram formados grupos de estudos com o corpo docente em aplicativos de mensagens e também são realizados plantões de atendimentos.

O saldo positivo em aprovações e inscritos é um importante indicativo de que os suzanenses estão abertos a novas oportunidades e buscam o aperfeiçoamento profissional, conforme explica o prefeito Rodrigo Ashiuchi. “A faixa etária predominante dos alunos é de 22 a 38 anos, e isso mostra a receptividade dos munícipes na imersão em novos ramos do mercado de trabalho”. Ele ainda complementa que estes quatro anos foram essenciais para o reconhecimento da qualidade do cursinho na região. “A equipe sempre esteve empenhada em proporcionar uma educação acessível em Suzano e nossa prioridade é atingir ainda mais pessoas nos próximos anos”, finaliza.

Tatiane Cristina Alonso dos Santos participou do Pré-Vestibular em 2018 e em seguida ingressou no curso de Recursos Humanos, conquistando o diploma em dezembro de 2020. Aos 36 anos, a atendente de autoescola em Suzano afirma que as aulas proporcionaram uma base de conhecimento para as disciplinas da graduação. “Eu descobri o cursinho pela internet e indico para todos. Os professores ofereceram uma grande preparação para as aulas na faculdade. Concluí o ensino médio em 2002, então muitos conteúdos eu já não lembrava mais, e o projeto facilitou esse entendimento”, explica. Com a formação no currículo, Tatiane está ansiosa para ingressar no setor de RH. “Entrei querendo me especializar e mudar de vida, e agora com o diploma vou em busca disso”.

A sede das aulas presenciais dentro do Saspe, ainda presta homenagem a dois importantes educadores de Suzano, Antônio Maschietto e Paulo Antônio de Lima Caldas, ambos professores que protagonizaram o fortalecimento da educação e deixaram seus conhecimentos como herança para a cidade. E é neste mesmo local que outras histórias também se iniciam e sonhos se realizam, por meio da inserção de profissionais mais qualificados no mercado de trabalho. Mais informações sobre o curso preparatório e as aulas podem ser obtidas pelo telefone (11) 4743-1600.

Créditos das fotos: Wanderley Costa/Secop Suzano e Irineu Junior/Secop Suzano