Doutor Jorginho, como é conhecido em Ferraz de Vasconcelos e na região, carrega um sobrenome forte. Seu pai, o ex-vereador e ex-prefeito por dois mandatos, Dr. Jorge Abissamra, é sem dúvida nenhuma a figura política mais forte que já passou por Ferraz. Porém, muita gente diz que ele se perdeu no caminho e, por este motivo, paralisou uma carreira que tinha tudo para ser uma das mais lindas de toda a história da cidade. É um consenso quando se diz que Ferraz era uma cidade antes de Dr. Jorge, e outra após seus dois mandatos. O poder de articulação do Jorge pai era tão grande que aqueles que o acompanhavam em suas diversas viagens a Brasília, diziam que ele era tratado como um governador de estado nos gabinetes do Distrito Federal. Porém, como dito acima, Jorge se perdeu no fim do segundo mandato, errou em algumas escolhas pessoais e também na condução da cidade, e isso custou e custa muito caro para ele até hoje.

Dr. Jorginho Abissamra indiscutivelmente tem algumas características de seu pai, principalmente a garra e o poder de persuasão. Quando ele começa a falar não dá para parar de prestar atenção no que ele diz; outro ponto muito semelhante ao de seu pai, é o carinho com que ele trata principalmente os menos favorecidos, ele por ser médico oncologista desenvolveu um dom, que é dar carinho às pessoas, pois quando alguém tem de passar por suas mãos, estão muito debilitadas não apenas fisicamente, mas principalmente emocionalmente e isso faz dele um dos médicos mais respeitados do país em sua área de atuação. Mas, a maior diferença que ele tem de seu pai, e isso é o que de fato pode levar Jorginho a ser um político ainda melhor do que o próprio pai, é a capacidade de se segurar e medir as palavras antes de se expressar. Jorginho consegue falar a verdade em diversas ocasiões, porém, sempre mantendo a calma.

Jorginho começou a ser cogitado com mais força para ser candidato em 2022 após a desistência inesperada de doutor Rafu Júnior, que divulgou com exclusividade na TV Cenário, que não será candidato em 2022. Pessoas que estavam apostando em sua candidatura são as que não querem fazer parte do grupo do atual governo dos irmãos Gambale, segundo informações, começaram a procurar Dr. Jorginho para convencê-lo a ser candidato. Pelo que se sabe, Jorginho está sendo assediado por vários partidos do país, sempre na linha do campo da esquerda. Ele já se reuniu com o presidente nacional do Partido Democrático Trabalhista (PDT), Carlos Lupi e também com a direção do Partido dos Trabalhadores (PT), porém, ainda não se sabe a qual partido o jovem médico irá se filiar para poder assim, provavelmente disputar as eleições de 2022.

________________

Dr. Jorginho, vindo de umas das famílias mais antigas de Ferraz de Vasconcelos, já com imensa tradição politica, é uma das poucas pessoas de sua geração nascidos na cidade. Iniciou sua vida acadêmica aqui em Ferraz, na antiga escola Peixinho Dourado, atual colégio Luterano. Quando criança, morou na Avenida XV de novembro. Realizou parte de seus estudos básicos no Canadá, em Vancouver, aos 16 anos. Formou-se médico pela Unisa, uma das Faculdades de Medicina mais tradicionais do país. Foi um dos poucos médicos brasileiros a se especializar em oncologia (área que trata o câncer). Ainda durante sua formação médica, ganhou bolsa de estudos nos Estados Unidos, tendo se especializado em câncer de pulmão, cabeça e pescoço no MD-Anderson, eleito o melhor hospital oncológico do mundo por 5 anos consecutivos, em Houston, no Texas. Voltou ao Brasil após se formar, casou-se com a poanse Aretha Marques e é pai de duas meninas, Sophia de 4 anos e Jade que nascerá em outubro. Atualmente Jorginho mantém seus trabalhos em grandes hospitais de São Paulo, é professor convidado da Faculdade de Medicina da Santa Casa de São Paulo, porém, mantém importante trabalho social atendendo gratuitamente pacientes oncológicos encaminhados pela ONG Cecan e em hospitais do SUS, como o ICESP, a própria Santa Casa de São Paulo e o Hospital Geral de Guarulhos. Mesmo com convites para trabalhar fora do país e em outros estados, Jorginho sempre se manteve na região e na cidade, trabalhando na clínica de sua família em Ferraz e nos hospitais do Alto Tiete.

_____________