A ginasta de 22 anos, Rebeca Andrade, se tornou a primeira brasileira a conquistar uma medalha na ginástica artística dos Jogos Olímpicos.

Com um total de 57,298 pontos, Rebeca garantiu o segundo lugar, perdendo apenas para a americana Sunisa Lee, que fez obteve 57,433 pontos. O bronze ficou com a russa Angelina Melnikova, com 57,199 pontos.

Rebeca disputará mais duas finais em Tóquio, domingo (1) será no salto, e segunda-feira (2) será no solo.

A ginasta passou por três cirurgias no joelho direito entre 2015 e 2019, passando um bom tempo afastada do ginásio, mesmo assim, superou as dificuldades e conquistou a medalha.

“Essa medalha não é só minha, é de todo mundo. Todos sabem da minha trajetória, o que eu passei. Se eu não tivesse cada pessoa dessa na minha vida, isso aqui não teria acontecido. Tenho certeza disso. Sou muito grata a todo mundo mesmo. Acho que mesmo se eu não tivesse ganhado a medalha, eu teria feito história, justamente pelo meu processo para chegar até aqui. Não desistam, acreditem no sonho de vocês e sigam firmes. Dificuldade sempre teremos, mas temos que ser fortes suficientes para passar por dia. Tive pessoas maravilhosas que me ajudaram a passar por esse processo, espero que vocês tenham pessoas incríveis para ajudar a chegar no topo assim como cheguei. Eu sou muito grata. Mando todo meu amor para todas as ginastas que passaram por aqui, que estão feliz com meu sucesso, estou muito grata mesmo”, declarou Rebeca.