Projeto do Suzano Skate Park foi exposto em mostra que prestigia ações de diversidade e inclusão

A Prefeitura de Suzano participou nesta terça-feira (27/07) do União Internacional de Arquitetura (UIA) Rio no Território Paulista, evento que compõe a 27ª edição do Congresso Mundial de Arquitetos. Na ocasião, as autoridades municipais compartilharam detalhes da criação do Suzano Skate Park, uma das maiores pistas esportivas da América Latina em seu segmento.

Promovido pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) de São Paulo, o encontro virtual teve a Diversidade e Mistura como temática do dia. Com a mediação da coordenadora da Comissão Temporária de Equidade e Diversidade do órgão, Leda Van Bodegraven, foram apresentadas quatro obras de várias partes do Estado. O diretor de Projetos Públicos da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano, Ricardo Hatiw Lú, representou o Alto Tietê com a apresentação do projeto Suzano Skate Park, construído em 2018 no Parque Max Feffer, no Jardim Imperador.

A pista de alto padrão conta com 2,6 mil metros quadrados de área construída e mais de 20 obstáculos verticais e horizontais, estando de acordo com os padrões utilizados em torneios realizados em todo o mundo e apto a sediar competições estaduais e nacionais. O espaço tem capacidade para receber até 50 skatistas ao mesmo tempo para treino e é composto por três setores, que possibilitam a prática de diferentes categorias e manobras do esporte.

O arquiteto suzanense explicou o conceito da obra e o contexto que motivou sua construção, destacando a importância da integração realizada entre a administração municipal e os skatistas locais no processo de criação, com a união dos jovens e a livre manifestação para formar um espaço plural e de qualidade para a prática do esporte. Segundo ele, houve uma grande preocupação em manter um diálogo constante com o público para a concepção do projeto, ouvindo suas demandas e articulando o melhor caminho possível.

O encontro virtual ainda expôs trabalhos dos municípios de São Bernardo do Campo, Bauru e São José do Rio Preto. Após a apresentação dos projetos, houve sessão de perguntas e debate entre os presentes, onde foi colocada em pauta a influência das ações arquitetônicas e urbanísticas para a interação e a mistura de diferentes classes sociais, econômicas e culturais, articulando a construção de um mundo melhor a partir da concepção das cidades.

Em sua fala, o secretário municipal de Planejamento Urbano e Habitação, Elvis Vieira, agradeceu aos membros do congresso por selecionar e prestigiar o projeto suzanense, que fortalece a prática como uma cultura de rua e tem participação ativa de seus usuários, que com frequência se mobilizam para ações solidárias, promovendo conscientização e cidadania.

“Tão importante quanto a construção do equipamento foi o engajamento do público, que inclusive realizou a intervenção artística no espaço, com a contribuição de skatistas e grafiteiros de Suzano. É um espaço extremamente importante, tanto para o fomento do esporte, que cresce cada dia mais, quanto para a interação social e o convívio no cenário urbano do município, com um amplo espaço de interação social e livre expressão”, concluiu o chefe da pasta.

Crédito das imagens: Yuri Guilhermat/Secop Suzano