A Prefeitura de Ferraz de Vasconcelos, por iniciativa da Secretaria de Cultura e Turismo, deu início ao projeto “Geloteca” que aposta no estímulo da leitura e divulgação do trabalho de grafiteiros locais.

O objetivo do projeto é levar cultura e arte para mais perto das pessoas, reciclando geladeiras que seriam descartadas, apostando assim no reuso, sustentabilidade e conteúdo literário de qualidade.

A “Geloteca” transforma geladeiras antigas em bibliotecas públicas, no qual as pessoas podem ter acesso aos mais variados acervos literários. A população também pode fazer doações de livros, revistas, quadrinhos, jornais, dentre outros.

A prefeita Priscila Gambale, acompanhada da secretária de Cultura e Turismo, Rosemeire Crossi, e do idealizador do projeto, Marcos Vinicius de Jesus, inaugurou as primeiras “Gelotecas” do município. A solenidade aconteceu no Paço Municipal, em frente a Secretaria de Educação e, logo em seguida, mais uma inauguração, dessa vez na Estação Cidadania e Cultura, na Cidade Kemel.

Priscila Gambale comemorou o início da ação e comentou sobre outros pontos de instalação no município. “Como professora e apaixonada pela leitura, fico muito feliz por iniciar esse belíssimo projeto que aproxima as pessoas dos livros. Nos próximos dias, outras ‘Gelotecas’ serão instaladas nos bairros da cidade e em pontos estratégicos para um melhor acesso da população”, disse a chefe do Executivo.

Na ocasião, estiveram presentes os secretários Jackson Carlos e Adriane Alcântara, de Governo e Educação, respectivamente. O vereador Alexandro Teteco acompanhou o evento.

Por Junior dos Anjos