Bombeiros encontraram quatro corpos carbonizados após controlarem um incêndio que atingiu um galpão no Jardim Califórnia, em Barueri, na Grande São Paulo, nesta quinta-feira (26). Um dos corpos era de um bebê.

Segundo a Prefeitura de Barueri, oito pessoas foram socorridas com vida. Duas mulheres, com 39 e 45 anos, estão internadas em estado grave no Hospital Municipal de Barueri com 80% do corpo coberto por queimaduras. Outras seis pessoas foram socorridas no Pronto-Socorro Central, quatro com intoxicação por inalarem fumaça e duas por queimaduras leves.

Um dos homens socorridos morava nos fundos com a família em uma das principais empresas afetadas pelo fogo. Ele era zelador do local. A esposa e três filhos, sendo um de quatro e outro de dois anos, além de um bebê de 11 meses, morreram carbonizados.

Um total de nove edificações foram atingidas, sendo duas delas, residências.

A prefeitura suspendeu as aulas em dez escolas da região por conta da fumaça. Idosos se um asilo do bairro foram levados para uma igreja em Alphaville.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o fogo começou por volta das 11h no imóvel de uma indústria química, que trabalham com reciclagem de plástico, e se espalhou para a fábrica de uma outra empresa. Por volta das 14h20, o fogo já tinha sido controlado.

Uma equipe da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) foi enviada ao local.

Por conta do incêndio, o fornecimento de energia foi interrompido.

A Cetesb afirmou em nota que “não foi detectado em rede de água ou esgoto nenhum produto químico, que pudesse caracterizar uma situação de risco.”.

Nesta sexta-feira (27), uma perícia será feita para determinar a origem do incêndio.

A empresa Araguaya Química informou que possui todas as licenças exigidas e que prestou esclarecimentos para as autoridades.