É comum ler nos jornais ou assistir nos noticiários as constantes tentativas de mudanças na aposentadoria. Esse tipo de situação acaba gerando dúvidas no trabalhador sobre qual regra está realmente valendo para o seu caso. “Afinal, quando poderei me aposentar?”. Um dos benefícios do planejamento previdenciário é esclarecer esses questionamentos. Planejar é um ato de cuidado, e como todo cuidado, este deve ser realizado de maneira preventiva.

A realização de um planejamento previdenciário pode garantir aos segurados o subsídio para que este no futuro tome a melhor decisão, e consequentemente o acesso ao melhor benefício, evitando os equívocos e recolhimentos desnecessários, visando ainda, trazer agilidade para o trabalhador, minimizando erros e agilizando, então, o encaminhamento do benefício. Esse cuidado permite que o trabalhador se prepare para o futuro, contribuindo para receber a aposentadoria que ele planejou.

Isso quer dizer que, não adianta contribuir durante uma vida inteira com um valor correspondente a um salário mínimo e, depois, esperar receber uma aposentadoria de R$ 6.000,00 (seis mil reais). Ou, ainda, contribuir a vida inteira com o teto máximo de forma desnecessária e receber uma aposentadoria de R$ 3.000,00 (três mil reais).

As vantagens de se realizar um bom planejamento previdenciário, são:
• Organização preventiva da vida contributiva do segurado;
• Acesso ao melhor benefício;
• Análise dos vínculos empregatícios, de modo a observar se estes se enquadram em atividade especial;
• Levantamento e organização dos documentos necessários para ingresso de processo administrativo junto ao INSS – Instituto Nacional do Seguro Social;
• Cálculo da Renda Mensal Inicial;
• Correção de inconsistências (erros) constantes da base de dados do INSS;
• O planejamento previdenciário antes da aposentadoria facilita todo o processo, além de ajudar o segurado/trabalhador a obter o melhor benefício, dentro daquilo que se planeja.

A antecipação é um ponto importante para que o trabalhador possa colher as vantagens do planejamento previdenciário. Por isso, é importante que você comece seu planejamento quanto antes. Inicie de acordo com sua renda atual ou até mesmo com sua mesada, se este for o seu caso. O importante realmente é começar e se planejar o mais cedo possível. Mesmo para quem já está mais próximo da aposentadoria pode se beneficiar com o planejamento previdenciário. Não se ache jovem ou velho demais para começar!