Gabriella Irente, de 24 anos, também conhecida como Hanna, foi encontrada morta na noite deste domingo (3), dia de seu aniversário, nos arredores da Lagoa Azul, região do bairro Jardim Imperador, em Suzano.

Segundo informações preliminares, a jovem não tinha ferimento no corpo. Afogamento também não é mais cogitado como possível causa da morte.

Gabriella atuava como drag queen e cantora, além de ser eleita Miss Drag Revelação no ano de 2019. Ela é lembrada por suas performances em várias casas de shows do Alto Tietê e por ter participações na Parada do Orgulho LGBT de Mogi das Cruzes. Gabriella estava se preparando para a gravação de um CD com músicas autorais.

O corpo de Gabriella foi levado ao Instituto Médico Legal de Suzano após ter a morte constatada por uma equipe de Corpo de Bombeiros no local.

Em nota, o Fórum LGBT de Mogi das Cruzes manifestou seu pesar pelo falecimento da jovem.

“Hanna, como era conhecida nos palcos, brilhou como artista na casa noturna Up Club Mix, foi Miss Drag Revelação em 2019, atração especial na Parada LGBT de Mogi das Cruzes, no Bloco Mogi das Queens e demais eventos. Ela foi encontrada sem vida na região da Lagoa Azul em Suzano, sem sinais aparentes de violência, aguardando por análises do Instituto Médico Legal (IML). Manifestamos nossa solidariedade e sentimentos a toda família e amigos, por essa triste perda”, diz a nota.