Em defesa dos moradores mais humildes da cidade, o vereador Antônio Carlos Alves Correia (Republicanos), o Tonho, cobrou o retorno do atendimento presencial na agência da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) situado na Rua Jácomo Zancheta, 285, no Sítio Paredão. O parlamentar abordou o assunto na sessão ordinária, na terça-feira, dia 27. Para ele, o acesso à internet e outros meios digitais ainda não são comuns na sociedade em geral e, portanto, o contato apenas virtual afeta o povo.

Em contrapartida, como o morador não possui rede social ou conexão com a rede mundial de computadores, o cidadão mais simples acaba procurando o gabinete dos vereadores para pedir ajuda e, neste caso, solicitar ou reclamar de algum tipo de serviço prestado pela empresa concessionária de saneamento básico. Por isso, como a pandemia está controlada pelas autoridades sanitárias, Tonho acredita que chegou a hora do atendimento físico voltar.

Além disso, o vereador criticou a Sabesp por reduzir a pressão da água e, com isso, prejudicar o fornecimento, sobretudo, nos bairros mais altos no período noturno, já que desta forma o líquido não aparece nas torneiras. Para piorar, avalia Tonho, a empresa concessionária sequer tem o trabalho de informar o consumidor sobre a mudança. “Em compensação, a prestadora de serviço público não perdoa quando o cliente na maioria das vezes por absoluta falta de dinheiro deixa de pagar a conta da água”, diz.

Ele classificou o comportamento da Sabesp como um verdadeiro descaso com a população. Tonho questionou ainda a péssima qualidade do serviço de tapa-vala feito por empresa terceirizada.

Segundo ele, lamentavelmente, quando a contratada precisa fazer algum reparo na rede ou providenciar uma nova ligação costuma estourar o asfalto bom e depois não faz o conserto como deveria. “Na realidade, fica parecendo mais um queijo suíço, isto é, uma buraqueira só ou desnivelado”, concluiu Tonho.

Olho no olho

Para passar a limpo a volta do atendimento presencial e, principalmente, tratar do serviço prestado pela empresa na cidade, a Câmara Municipal vai agendar uma reunião com o gerente regional que responde por Suzano e Ferraz de Vasconcelos, engenheiro Eduardo Camargo Afonso. A ideia do encontro foi sugerida pelo vereador Luiz Fábio Alves da Silva (PSB), o Fabinho. De acordo com o presidente da Casa, Flávio Batista de Souza (Podemos), o Inha, a audiência ocorrerá o mais breve possível.

Por Pedro Ferreira