Um preso de um presídio em Campos, no Norte Fluminense, foi transferido nesta terça-feira (2) para um presídio de segurança máxima no Rio de Janeiro após compartilhar, no TikTok, sua rotina dentro da cadeia.

Os vídeos começaram a ser divulgados no dia 7 de outubro deste ano, de dentro do Presídio Dalton Crespo, porém, só foram descobertos pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) nesta segunda-feira (1).

Segundo a Seap, logo após saber de tal divulgação, uma revista geral foi realizada na unidade e o detento que registrava sua rotina foi identificado. “O mesmo sofrerá as devidas sanções disciplinares e será encaminhado, nesta terça-feira (2), para a Penitenciária de segurança máxima Laércio da Costa Pellegrino (Bangu 1), no Complexo de Gericinó”, informou a secretaria.

A revista revelou 17 celulares, 13 chips, além de drogas e outros itens não permitidos. Os itens foram apreendidos e encaminhados à delegacia local para registro de ocorrência.

A Seap informou que operações com o objetivo de impedir a entrada de materiais ilícitos nas prisões fluminenses têm sido realizadas com frequência.

“Já iniciamos um procedimento de apuração com a Corregedoria, que irá apurar a ocorrência com o máximo rigor que a lei permitir. É intolerável que os presos continuem tendo acesso ao mundo exterior. Vamos intensificar as ações de repressão e punir quando descobrirmos os envolvidos no ingresso desses materiais não permitidos na unidade”, declarou o secretário de Administração Penitenciária, Fernando Veloso.

O vídeo mais assistido publicado pelo detento, tem mais de 345 mil visualizações. Além disso, o preso interagia com os seguidores e respondia os comentários feitos.

Clique aqui para conferir um dos vídeos divulgado pelo detento.