A cantora Marília Mendonça, de 26 anos, e mais quatro pessoas morreram na queda de um avião de pequeno porte que caiu em uma área próxima a uma cachoeira na serra de Piedade de Caratinga, no interior de Minas Gerais, na tarde desta sexta-feira (5). A informação é do Corpo de Bombeiros.

“O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais informa que nesta sexta (5), ocorreu a queda de uma aeronave de pequeno porte, modelo Beech Aircraft, na zona rural de Piedade de Caratinga. O CBMMG confirma que a aeronave transportava a cantora Marília Mendonça e que ela está entre as vítimas fatais”, informa nota.

A Polícia Civil informou que os cinco passageiros do avião morreram.

Um representante da Polícia Militar no local informou: “Infelizmente, em que pesem todos os esforços no local, de difícil acesso, a informação que se tem, repassada pelo médico, é que as cinco pessoas que estavam na aeronave vieram a óbito. Continuam os trabalhos.”

Segundo o empresário da cantora, Wander Oliveira, além dela, outras quatro pessoas estavam a bordo do avião. Além da cantora, estava o piloto, o copiloto, o seu produtor Henrique Ribeiro e o seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho.

“Com imenso pesar, confirmamos a morte da cantora Marília Mendonça, seu produtor Henrique Ribeiro, seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho, do piloto e copiloto do avião, os quais iremos preservar os nomes neste momento. O avião decolou de Goiânia com destino a Caratinga (MG), onde Marília teria uma apresentação esta noite”, informou a assessoria da cantora.

A aeronave que caiu é um bimotor Beech Aircraft, da PEC Táxi Aéreo, de Goiás, prefixo PT-ONJ, com capacidade de até seis passageiros. Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), o avião está regular e tem autorização para fazer táxi aéreo.

Marília estava a caminho de um show em Caratinga. A cantora havia feito uma postagem em que aparece entrando no avião.

Matéria atualizada às 19h19.