Diante do avanço da nova variante da Covid-19, a ômicron, e do grande aumento de casos de Influenza, surgem dúvidas sobre os sintomas, além das formas de transmissão, que podem ser facilmente confundidas.

Para se ter certeza sobre qual doença está afetando uma pessoa, é necessário um teste de antígeno, porém, há sinais que, segundo especialistas, podem ajudar a diferencias as doenças.

Sintomas da Influenza

Mais conhecida como gripe, a Influenza apresenta sintomas agudos já nos primeiros dias da doença.

  • Calafrios;
  • Congestão nasal (nariz entupido);
  • Coriza;
  • Dor de garganta;
  • Dores musculares;
  • Febre alta;
  • Irritação nos olhos;
  • Mal-estar intenso;
  • Perda de apetite;
  • Tosse.

Sintomas da Covid-19

No caso da Covid-19, a doença começa a evoluir a partir do 7º dia, podendo ou não levar a um quadro de insuficiência respiratória.

Segundo pesquisadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido, a variante ômicron possui sintomas “diferentes” de outras cepas, incluindo:

  • Congestão nasal (nariz entupido);
  • Dor de garganta;
  • Dor no corpo, predominante na região da lombar;
  • Problemas estomacais e diarreia.

Já as variantes delta e gama incluem os seguintes sintomas:

  • Dor de cabeça;
  • Dor no corpo;
  • Fadiga muscular;
  • Febre;
  • Perda de olfato e paladar;
  • Tosse.

Vale ressaltar que os sintomas se manifestam de diferentes formas em cada faixa etária. Crianças não tendem a apresentar sintomas de Covid, segundo David Straim, consultor do sistema de saúde britânico (NHS) e pesquisador da faculdade de medicina da Universidade de Exeter, no Reino Unido.

“As crianças não apresentam sintomas tão graves e podem apresentar outros sintomas como diarreia, coriza, febre e mal-estar. A mesma doença pode causar sintomas diferentes em grupos de distintas idades”, explicou David Straim.

Jamal Suleiman, infectologista do Instituto Emílio Ribas, diz que os casos recentes vistos por médicos apontam que as crianças que reclamam de infecção viral respiratória nos hospitais, são, em sua maioria, casos de Influenza.

“Em crianças, é até mais fácil você pensar em Influenza do que Covid. Criança com Influenza fica com coriza, abatida e com febrão, enquanto que nos casos de Covid-19 elas raramente apresentam sintomas”, explica Suleiman.

Para ambas as doenças, ainda é recomendado manter o uso de máscara e álcool gel. Enquanto a Covid-19 é transmitida principalmente pelo ar, a Influenza é passada principalmente ao tocar em superfícies contaminadas.

“Ao contrário da Covid, esse vírus tem uma alta transmissibilidade por contato de superfície, então temos sempre que manter as mãos limpas”, explica Jamal Suleiman.

“As medidas de proteção são: vacina, distanciamento, uso de máscara e medidas de higiene. A gente insistiu, inclusive, em retardar o desmascaramento porque estávamos apreensivos com essa situação. Desmarcar e aglomerar é tudo o que o vírus Influenza ama”, finaliza o infectologista.