O projeto-piloto Alimentando Vidas, idealizado pela Prefeitura de Suzano e pelo Conselho Municipal de Direito da Criança e do Adolescente (Comdicas), foi selecionado nesta segunda-feira (10/01) pela Fundação Itaú Social para receber um auxílio financeiro de R$ 249.886,08, que será destinado para promover ações de reeducação alimentar e combate à fome no município ao longo de todo o ano. A medida beneficiará cem famílias do distrito de Palmeiras, além de fortalecer a agricultura familiar da região.

A medida foi produzida pelo conselho em conjunto com as secretarias municipais de Assistência e Desenvolvimento Social e de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego. Por meio dela, as famílias já assistidas pela prefeitura, que incluem grupos em situação de extrema vulnerabilidade e em insegurança alimentar, receberão alimentos de forma periódica e contínua durante os próximos 12 meses.

Para complementar o trabalho, haverá aulas e oficinas exclusivas para os pais, cada uma com uma temática diferente, de modo a fomentar novos hábitos alimentares e propor dietas balanceadas para as crianças durante as refeições. As atividades auxiliarão as famílias a aproveitarem melhor os produtos, evitando desperdício e compartilhando o que é possível fazer com cada opção da cesta verde.

O titular da pasta de Desenvolvimento Econômico, André Loducca, destacou que todos os mantimentos serão obtidos diretamente de produtores locais, o que deve estimular a economia e fortalecer ainda mais o crescimento da agricultura em Palmeiras, em especial daqueles que têm dificuldades em se posicionar no mercado. “Desta forma fechamos uma cadeia de atuação, beneficiando tanto as famílias que consomem como aquelas que produzem. Aliado ao importante mérito social, Alimentando Vidas também se propõe a auxiliar aqueles que têm a agricultura como sua única forma de renda”, disse.

Na ocasião, o prefeito Rodrigo Ashiuchi recebeu os responsáveis pelo projeto em seu gabinete para parabenizá-los pela conquista. Ele aproveitou a oportunidade para agradecer a Fundação Itaú Social, uma grande parceira da prefeitura, por mais este reconhecimento que contribuirá para o desenvolvimento do município.

“A administração municipal tem concentrado esforços no auxílio às famílias em situação de vulnerabilidade social, com a arrecadação e distribuição constante de alimentos. Esta nova conquista é extremamente bem-vinda e será de muita ajuda para que possamos ampliar o alcance do combate à fome, agora centrados em Palmeiras. Meus parabéns a todos que idealizaram este projeto incrível, que envolve participação ativa da sociedade civil, do poder público e da iniciativa privada. Seguimos com a meta constante de erradicar a insegurança alimentar em Suzano”, concluiu o chefe do Executivo.

Estiveram presentes na ocasião o secretário Loducca; a coordenadora de Projetos da pasta, Heloise Campos; o titular da secretaria municipal de Assistência Social, Geraldo Garippo; a presidente do Comdicas, Jussara Silêncio; e a vice-presidente, Jaqueline Ferreira.

O recurso foi destinado por meio do edital de apoio aos Fundos da Infância e da Adolescência, que destina parte do imposto de renda do Conglomerado Itaú Unibanco e de seus colaboradores para fomentar práticas que garantam os direitos humanos de crianças e adolescentes. Neste ano, 701 projetos de todo o País foram inscritos em busca dos recursos para viabilizar ações sociais. Destes, apenas 56 foram contemplados. Suzano foi uma das únicas cidades do Alto Tietê a fazer parte desta seleta lista.