Um atirador realizou disparos em uma escola na cidade de Izhevsk, capital da região de Udmúrtia, parte oeste da Rússia, nesta segunda-feira (26). Quinze pessoas morreram e outras 24 ficaram feridas, a maioria delas crianças, segundo a polícia.

Além de alunos da escola, um segurança também morreu. Segundo a agência de notícias russa Tass, o atirador utilizou duas pistolas. O suspeito foi identificado como Artem Kazantsev, um homem com pouco mais de 30 anos que estudou nessa escola. Ele estava usando uma camiseta com uma suástica.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, lamentou o ocorrido e disse que o crime foi um “ataque terrorista desumano”.

A escola onde aconteceu o crime conta com cerca de mil alunos.