Com a segunda edição do evento cancelada por falta de tempo hábil para organizar e por não ter obtido apoio político institucional, apesar do ato fazer parte do calendário oficial da cidade de Ferraz de Vasconcelos (SP), o vereador Claudio Ramos Moreira (PT) prepara uma emenda impositiva individual ao orçamento municipal para garantir a retomada do Pedal Solidário em 2023. A expectativa é que o valor da verba gire em torno de R$60 mil.

Além disso, o petista também apresentou uma emenda ao texto da lei municipal nº 3. 437, de 22 de setembro de 2021 que incluiu o evento ciclístico no calendário oficial da cidade. Na prática, o parlamentar sugeriu e o plenário da Câmara Municipal aprovou em dois turnos uma modificação no artigo terceiro da citada norma. Com isso, a matéria autoriza o Poder Executivo a destinar recursos financeiros próprios para o Pedal Solidário.

Por sua vez, a alteração no texto mantém a possibilidade de o Palácio da Uva Itália firmar parcerias com pessoas físicas e jurídicas (empresas) que atuem em atividades relacionadas ao ciclismo ou que promovam ações solidárias de arrecadação e distribuição de alimentos. Convém ressaltar que na primeira edição, no ano passado, o evento reuniu 420 participantes e arrecadou mais de 800 quilos de alimentos não perecíveis.

Na época, todos os donativos foram doados para o Fundo Social de Solidariedade (FSS) de Ferraz de Vasconcelos pela organização do Pedal Solidário. Aliás, previsto para ocorrer anualmente no dia primeiro domingo de dezembro, o evento ciclístico tem por finalidade incentivar a mobilidade e angariar alimentos para pessoas em situação de alta vulnerabilidade social. “Na verdade, aproveitamos para combater o sedentarismo e, ao mesmo tempo, praticarmos a solidariedade humana”, finalizou Claudio Ramos.

Por Pedro Ferreira