Iniciativa garantirá benefícios para o desenvolvimento sustentável do município ao longo das próximas décadas

O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, apresentou nesta quinta-feira (08/12) o novo projeto de coleta e tratamento de resíduos sólidos do município. A proposta arrojada prevê a concessão administrativa dos serviços de limpeza urbana por meio de uma Parceria Público-Privada (PPP) e tem o objetivo de se tornar modelo para todo o País, garantindo mais sustentabilidade, geração de empregos e energia, além de uma economia anual de R$ 1,7 milhão. A concessão em andamento deixa um legado para as gerações futuras, com mais agilidade e eficiência na prestação de serviços, além do retorno ambiental.

A apresentação, sediada no Cineteatro Wilma Bentivegna, contou com uma explanação detalhada à imprensa e às autoridades presentes sobre o novo sistema de trabalho instituído pela PPP, que passa a execução dos trabalhos ao consórcio Renova Suzano, vencedora da concorrência pública. Entre as principais mudanças está a alteração da perspectiva de trabalho, passando de parâmetros quantitativos para parâmetros qualitativos, com foco nos indicadores de qualidade na prestação de serviços.

O contrato de concessão tem prazo de 30 anos, tendo, neste primeiro ano, um investimento mensal de aproximadamente R$ 3,8 milhões, com diversos investimentos a serem cumpridos, como ampliação e fortalecimento da coleta seletiva; implantação de uma usina de geração de energia e outra de tratamento de resíduos da construção civil (RCC), que deverão resultar na conquista de créditos de carbono e na oferta de insumos para obras da Secretaria Municipal de Manutenção e Serviços Urbanos, desonerando anualmente a pasta em R$ 1,7 milhão; criação de uma unidade de compostagem de resíduos de feiras livres, para a produção de adubo; instalação de 600 novas lixeiras; construção de dez novos ecopontos; e a disposição de 1.440 contentores e de seis contentores subterrâneos.

Além disso, também estão previstos investimento anual de R$ 150 mil em Educação Ambiental, renovação da frota de veículos e geração de pelo menos 1,8 mil empregos, sendo 600 de maneira direta e 1,2 mil de forma indireta. De acordo com o prefeito, o projeto representa mais um grande legado para o município. “Essa iniciativa foi pensada para oferecer uma alternativa à questão do lixo, uma situação comum a todos os municípios. Entendemos a urgência do assunto e tratamos de estabelecer essa PPP, que, a longo prazo, vai reduzir muito a utilização dos aterros, com envio de no máximo 15% dos rejeitos”, explicou.

A explanação também foi acompanhada pelos secretários municipais Samuel Oliveira (Manutenção e Serviços Urbanos), André Chiang (Meio Ambiente), Renato Swensson (Assuntos Jurídicos), Elvis Vieira (Planejamento Urbano e Habitação), Alex Santos (Governo) e Paulo Pavione (Comunicação Pública); pelo coordenador da Unidade de Planejamento e Assuntos Estratégicos (Upae), Mauro Vaz; pelo diretor-executivo da Companhia Paulista de Desenvolvimento, Mário Silvério; pelo diretor-presidente da Renova Suzano, Fernando Prado; pelo vereador Jaime Siunte; e pelo diretor da empresa New Energy World, Athos Rache Filho.

Ao final do evento, os presentes no evento foram conferir as novas aquisições para a frota utilizada na prestação dos serviços da concessionária, que são quatro caminhões compactadores, um caminhão de coleta seletiva e um veículo utilitário.

Crédito das fotos: Mauricio Sordilli/Secop Suzano

Secretaria Municipal de Comunicação Pública

Prefeitura de Suzano